Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

Medida foi tomada após vigilância sanitária constatar que fabricante não tinha CNPJ e declarava endereço falso

A fabricação, distribuição e comercialização de todos os lotes do produto "Seca Barriga em Cápsulas" estão proibidas no Brasil. A determinação é da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e vale a partir desta terça-feira.

Uma resolução publicada no Diário Oficial da União (DOU) informa que a diretoria de Vigilância Sanitária do Estado de Santa Catarina encaminhou à Anvisa informações sobre a "inexistência de CNPJ e Inscrição Estadual, além de endereço falso do fabricante". Segundo o texto, o rótulo do "Seca Barriga" informa falsamente que o produto é fabricado pelo Laboratório Quallys Ltda, em Rio do Campo (SC).

Também foi proibido o produto "Extreme Liss Restore Argan Charis Professional", fabricado pela empresa Di Fiorena Indústria Cosmética. Segundo a Anvisa, uma auditoria apontou que a ação de alisamento capilar do produto é diferente daquela informada pela empresa. O estoque existente no mercado deverá ser recolhido.






 
Top