Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

A importância da medicina preventiva - Porque é muito melhor prevenir do que remediar

Especialista dá dicas de uma rotina saudável com um tempero oriental

Prevenir é melhor que remediar. Todo mundo conhece esse ditado, mas pouca gente o coloca em prática. O mais comum é corresponder a outro ditado que diz: Depois da casa arrombada é que se coloca a tranca.
Em todas as áreas da vida devemos dar muita atenção a prevenção e quando se trata da nossa saúde essa atenção e prevenção deve ser redobrada.
Dr Fábio Cardoso especialista em medicina preventiva e longevidade nos exclarece que as quatro doenças crônicas de maior impacto mundial (doenças do aparelho circulatório, diabetes, câncer e doenças respiratórias crônicas) têm quatro fatores de risco em comum (tabagismo, inatividade física/sedentarismo, alimentação não saudável e consumo nocivo de álcool e outras substâncias). Em termos de mortes atribuíveis, os grandes fatores de risco globalmente conhecidos são: pressão arterial elevada (responsável por 13% das mortes no mundo), tabagismo (9%), altos níveis de glicose sanguínea (6%), inatividade física (6%) e sobrepeso e obesidade (5%) (WHO – OMS - Organização Mundial da Saúde, 2012). Em comum, todos eles podem ser evitáveis.
Mas, no modelo atual, optamos por esperar a doença aparecer, para daí sim implementar o “tratamento”, que raramente é curativo. E o que aconteceu: Brasil é hoje o nono maior consumidor de medicamentos do mundo e a previsão é que alcance a sétima posição em quatro anos.
E os dados demonstram a falência do sistema que coloca a doença em primeiro lugar:
  1. 50% DA MORTALIDADE NO BRASIL TEM CAUSAS PREVENÍVEIS E RELACIONADAS COM O ESTILO DE VIDA.
    1. 70% DE TODA A MORBIDADE (DOENÇAS) NO BRASIL TEM CAUSAS PREVENÍVEIS E RELACIONADAS COM O ESTILO DE VIDA.
Ainda segundo o Dr, a causa mais comum de mortes no Brasil, as doenças cardiovasculares, matam cerca de 820 brasileiros a cada dia no país, e são responsáveis por 16,2% dos gastos com saúde pública, o que em valores, são gastos da ordem de R$ 10,7 milhões por dia, apenas revendo os dados do SUS.  Outro fator com grande impacto é o tabagismo. Aproximadamente 18% da população é fumante, e este grupo gasta 26% a mais em saúde, quando interna fica 114% mais tempo internado e faltam 40% mais vezes ao trabalho.
Outro monstro silencioso – o sedentarismo. 60 A 70% dos brasileiros são sedentários. Isto implica em 36% mais despesas com saúde, e quando internados, ficam 54% mais tempo nos hospitais. E isto só irá piorar, pois mais de 60% dos nossos jovens (menores que 18 anos), têm critérios para o sedentarismo.
Em termo de mundo, Um estudo divulgado pela British Medical Journal, revista britânica revelou que 37 milhões de mortes prematuras no mundo inteiro poderiam ser evitadas até 2025, caso a população adotasse um estilo de vida mais saudável, sem cigarros, álcool e com alimentação regulada (sem sal, por exemplo). Esses números demonstram a importância de se começar e EVITAR A DOENÇA, E NÃO SOMENTE TRATÁ-LA.
Segundo dados da própria OMS, vale muito a pena investir em prevenção, não somente pelo bem-estar e vidas salvas, mas pela economia às sociedades. Existe uma economia de 4 dólares na prestação de serviços de saúde (tratar doenças) para cada dólar investido na prevenção (dados coletados pela OCDE – Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).
Medicina preventiva é uma especialidade da medicina que tem como objetivo prevenir doenças ou lesões ao invés de curá-las ou tratar seus sintomas, visando melhorar a qualidade de vida de todos, esta especialidade médica tem ganhado maior evidência na saúde pública a partir da década de 1980 e cada dia tem se tornado mais popular entre os planos de saúde.
O trabalho realizado pelo profissional da medicina preventiva se reflete nas condições da saúde em geral do paciente, diminuindo gastos com medicamentos, aumentando a produtividade, diminuindo o absenteísmo e na melhora do convívio familiar. Na verdade, A medicina tradicional, curativa, deve andar de mãos dadas com a medicina preventiva.
Dr Fábio conta que passou toda a minha formação médica aprendendo a tratar doenças, prevenção não era levada em conta na medicina ocidental, porém quando conheceu a filosofia das medicinas orientais, mudou completamente seu ponto de vista. Bom médico é aquele que não deixava o seu paciente adoecer.  Estranho pra quem vive em uma sociedade em que o papel da medicina é apenas tratar.
Só depois de algum tempo começou a entender que deveria tratar da pessoa que o procurava, e não das doenças que ela desenvolveu.
Hoje observamos que cada vez mais nossos hábitos (alguns que nem prestamos atenção) desempenham papel importante para promover ou destruir a saúde.
E como tudo que é perfeito é muito simples, seguem algumas dicas do Dr Fábio sobre a Medicina Ayurvédica (Índia), que são fantásticas se você implementar no seu dia a dia. Ele ainda ressalta que vale tentar, nem que seja colocar 1 de cada vez em sua rotina, ou quem sabe, que tal 1 por mês? Final do ano já terás outra vida.
1-   acorde ao nascer do sol, de preferência sem o despertador (deixe a luz entrar através da janela). Deste jeito ajudarás a sincronizar o teu relógio biológico com o ritmo da natureza (lembre, ninguém é uma ilha);
2-   faça exercícios físicos de manhã. Você ficará mais energizado para o resto do teu dia e, segundo a ayurveda, eliminarás o excesso de umidade do corpo, gerando um estado mais leve e alerta;
3-   programe-se para ter o tempo necessário para realizar tuas atividades diárias sem ficar ansioso ou ter pressa. É treino, mas dá sim;
4-   adote uma dieta com alimentos frescos, de preferência orgânicos e integrais, naturais da tua região e da estação. Tudo que é forçado, mesmo vindo da natureza, é menos saudável. Consuma cereais integrais, frutas frescas, óleos de boa qualidade (oliva, coco, gengibre, ghee) e sementes;
5-   alimente-se sempre em horários regulares, porém coma quando estiver com fome;
6-   evite alimentos processados e industrializados, estimulantes em excesso (como café, que é bom, mas como tudo que é em excesso não é legal), açúcar refinado, farinha branca, carnes vermelhas, queijos amarelos, sal, álcool, tabaco e frituras;
7-   fique mais tempo com teus amigos, amores e familiares. E escolhas bem com quem andas. Muito das tuas escolhas e hábitos provêm de quem você convive;
8-   30 minutos antes das refeições, tome água, chá (gengibre, canela e erva-doce);


Mais Sobre o Dr Fábio Cardoso
CRM-SC 11796
Médico especialista em Anestesiologia, Longevidade e Anti-Envelhecimento, Pós-graduado em Medicina do Esporte,
Membro da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte
Membro do Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM)
Membro do Comitê de Esportes de Combate do Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM)
Membro do Comitê de Esportes de Endurance do Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM)
Membro da National Athletics Training Association (NATA).
Membro da American Association of Professional Ringside Physicians (AAPRP)
Membro da Associação Brasileira de Medicina Anti-Envelhecimento.
Membro da Brazil-American Academy for Integrative & Regenerative Medicine
Médico vinculado à equipe de MMA - RFT Fight Company, com atletas em vários e eventos ( UFC, BELLATOR, JungleFight, Nitrix, Sparta, entre outros).
Médico vinculado à empresa PrimeFigthers, de gerenciamento de carreira de atletas de MMA.
Médico vinculado à equipe de luta  Nova União - Blumenau - SC.
Médico vinculado à ABTRI ( Associação Blumenauense de Triatletas)
Médico vinculado à atletas da FMD ( Fundação Municipal de Desportos)- Blumenau - SC.
Serviço de Consultoria Médica Esportiva individualizada.
9-   depois de comer, caminhe por 15 minutos, e se puder, descance um pouco.
 
Top