Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

1. Comece a fazer amigos mais jovens
Sim, o grupo de amigos de sua própria faixa etária pode ser muito reconfortante (então não o abandone), mas é muito fácil ficar apenas sentado reclamando da vida. Elizabeth Crook, 67 anos, de Nashville, Tennessee, é a criadora do site DiscoverYourYippee.com. Ela diz: “Amigos mais jovens podem ser uma fonte de novas ideias e entusiasmo para você”. Yippee!

Onde encontrar amigos mais jovens? O parque onde você leva seus cães para passear, uma aula de ginástica (que não seja para a terceira idade – o melhor é algo como ioga ou zumba), algum curso numa faculdade gratuita (que não seja sobre aposentadoria).


2. Abandone um mau hábito
“Nunca é tarde demais para parar de fumar, perder peso e começar a fazer exercícios”, diz Raskin, “e você sentirá os benefícios em seu próprio corpo: menos estresse, mais energia, suavização de seus problemas de saúde. Além de parar de criticar-se por não ser mais disciplinado.”


3. Faça um plano para sua aposentadoria
Nem que o plano seja trabalhar. A inatividade –física e mental—é péssima para quem quer envelhecer com saúde. Não se aposente, simplesmente, torcendo para que dê tudo certo. Planeje agora o que você vai querer fazer quando parar de fazer aquilo que sempre fez. Quando Joan Moran tinha 59 anos e trabalhava como redatora, a consciência de que ia parar de trabalhar a levou a preocupar-se com a inércia que viria depois. O que fazer a seguir? Ela fazia ioga, então decidiu seguir um curso para ser instrutora de ioga. Hoje, aos 70, ela ensina ioga há dez anos, sente-se ótima fisicamente e diz que está mais consciente e atenta do que jamais esteve no passado.


4. Perdoe quem cometeu uma injustiça com você
E peça perdão àqueles com quem você cometeu alguma injustiça. Como diz um velho ditado: “Nutrir ressentimento é como você tomar veneno e querer que a outra pessoa morra”. Poucas coisas geram tanta energia emocional negativa quanto um ressentimento. Tome a decisão de chegar aos 60 anos livre de rancores e ressentimentos (comece agora, já!). Faça a promessa de acertar os ponteiros com as outras pessoas. Dê a você mesmo a dádiva da paz.


5. Monte uma equipe de apoio nota 10
Aproveite sua década dos 50 anos para garantir que as pessoas que o ajudam – seu médico, seu advogado, seu contador, seu pastor ou rabino, seu gerente no banco – sejam as pessoas em que você confia para lhe dar os melhores conselhos para seu bem-estar. Se você anda trabalhando com profissionais que não são os melhores, use o tempo agora para pesquisar profissionais e formar uma relação com eles, para formar a melhor equipe de apoio possível. Certifique-se de estar em boas mãos. Quando chegar a hora em que você tiver que tomar decisões difíceis, a vida ficará infinitamente mais fácil se puder contar como esse time de apoio.


6. Volte a fazer algo que lhe deu alegria no passado
Aos 50 anos de idade, o executivo californiano Dan Hurley viu um folheto de divulgação da California Coast Classic, uma corrida de bicicleta de 525 milhas (845 km) em benefício da Fundação contra a Artrite. “Eu adorava andar de bicicleta quando era garoto”, ele comentou, “mas essa distância estava muito além da minha capacidade, como eu só andava nos fins de semana, com a família. Além disso, eu não tinha nenhuma ligação real com a artrite.” Mesmo assim, alguma coisa o levou a inscrever-se na corrida e começar a treinar para ela. Hoje, nove anos depois, ele continua a participar e contabiliza dois benefícios nítidos por isso: está em melhor forma física do que estava havia muitos anos e diz que está se tornando uma pessoa mais simpática, “graças ao fato de andar de bicicleta com um grupo de pessoas muito bacanas”.


7. Cultive o otimismo
Talvez você não seja otimista por natureza, mas agora é um bom momento para começar a praticar aquilo que os otimistas fazem instintivamente: procurar soluções aos desafios, persistir mesmo quando as coisas não estão indo bem, compreender o poder da gratidão, assumir controle da vida, ao invés de simplesmente reagir a ela. Procure pessoas que manifestam essas qualidades e emule as ações delas. Leia The Power of Optimism, de Alan Loy McGinnis. Precisa de mais incentivo? Saiba que as pessoas otimistas têm risco 50% menor que as menos otimistas de sofrer o primeiro infarto ou AVC.


8. Explore atividades que você possa fazer sozinho
Comece a observar aves (e aprenda o que observar), crie seu cineclube próprio (e assista a todos os filmes de Jack Nicholson, por exemplo), ou aprenda tudo sobre jardinagem em sua região e planeje e crie um lindo jardim. “É preciso curtir sua própria companhia”, diz Crook, “já que a única com a qual você poderá contar realmente. Tudo bem falar, rir e cantar sozinho e para você mesmo.”


9. Comece a economizar para realizar sua lista de desejos
Não espere até chegar aos 60 anos para pensar como vai financiar uma caminhada no Himalaia ou um cruzeiro especial com a família. Crie um plano de poupança agora que possibilite você realizar uma parte maior de sua lista de desejos.


10. Faça mudanças que sejam importantes para você
Alguma coisa o está irritando? Mude-a. Craig Wolf, 61 anos, dono da Celebriducks (patinhos de borracha com cara de pessoas famosas) se incomodava com o fato de que, embora os patinhos amarelos de borracha tivessem sido inventados e fabricados originalmente nos Estados Unidos, hoje estavam sendo produzidos na China. Na metade da casa dos 50 anos, depois de passar vários anos produzindo seus Celebriducks na China, ele decidiu que a terceirização do trabalho o estava incomodando tanto –em termos emocionais e de negócios—que ele precisava encontrar uma maneira de fabricar seu produto nos EUA. Sua tenacidade rendeu frutos: hoje os Celebriducks são produzidos numa fábrica em Nova York. É verdade que foi uma decisão financeira de peso, mas sempre é possível –e necessário—fazer uma diferença em algum nível.


 
Top