Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

*Artigo de opinião publicado no Brasil Post.



Como vocês já devem ter visto nas Timelines da vida, o desafio da vez é postar foto sem maquiagem e sem filtro. A campanha foi lançada pela escritora Robin Rice, com a proposta de questionar os padrões de beleza e intitulada "Stop the beauty madness", algo como "parem com a loucura pela beleza".

Antes mesmo disso, algumas celebridades já haviam participado de ensaios com a "cara limpa" e gerou uma repercussão legal. Mas no Facebook, o que vemos por aí não é bem isso, uma campanha interessante, reflexão sobre padrões de beleza, mas sim um desafio entre amigas, que nem sequer cita a campanha. Listamos 7 sinais de que as pessoas não entenderam a campanha #StopTheBeautyMadness:


#1 Cadê a hashtag?

A campanha foi lançada com a hashtag #stopthebeautymadness, justamente para fazer referência à gravidade do problema que enfrentamos, dos distúrbios e doenças que existem por causa dessa loucura, paranoia e obsessão pela beleza. Mas muitas mulheres estão participando só por participar, colocam #semmaquiagem, #semfiltro ou #nomake e #nofilter, indica outras três amigas e só, ou seja, nem sabe da campanha por trás disso.



#2 Ainda vemos filtro e maquiagem

Pior do que as pessoas que participam do desafio por participar, são aquelas que trapaceiam. Com certeza você viu algumas garotas que postaram foto com maquiagem discreta, bem leve, para dizer que estão sem nada, gente, já que é para brincar, brinquem direito.






#3 Zoeira

A zoeira não tem limites e nunca acaba, não seria diferente nesta campanha. Muitas pessoas participam para zoar e é claro que a gente tá se divertindo muito com isso também, inclusive não parem. Mas em muitos casos, a zoeira repercute mais que a campanha de verdade. São pessoas postando fotos de book, dizendo "eu acordo assim" ou fotos de artistas, etc.


#4 Vergonha

Algumas não estão participando por vergonha ou até postam, mas culpam as amigas, dizendo na
legenda "Fulana, por que você fez isso?" ou então "Fulana, vou te matar". As pessoas não estão participando porque querem refletir sobre o problema dos padrões de beleza impostos pela sociedade, mas por obrigação, e ainda quando postam, ficam com vergonha, com medo do julgamento que as outras pessoas vão fazer.


#5 Quem não cumpre, paga

A ideia inicial da campanha seria participar, indicar outras pessoas para participar e só. Mas não, temos visto absurdos por aí como: se você não posta a foto, tem que pagar R$ 100,00 de maquiagem para a amiga, e o pior, tem gente que tá preferindo pagar, também pela vergonha citada acima.


#6 Crianças participando

Acreditem, têm meninas de 10, 12 anos participando, como assim? Quando eu tinha essa idade eu não podia chegar perto do estojo de maquiagem da minha mãe e agora as próprias crianças estão se maquiando no dia-a-dia para irem à escola. Tem alguma coisa errada aí.


#7 Igual balde com gelo sem doação

O desafio #icebucketchallenge arrecadou milhões para a campanha pela Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), mas também vimos muitas pessoas apenas brincando, jogando um balde com água e gelo na cabeça e doar que é bom nada.

Aí é que vemos que essa campanha é sim muito importante e deveria ser levada a sério. Essa loucura da beleza precisa sim parar e, para isso, tem que haver muito debate ainda em torno desse assunto. Esperamos que algumas pessoas realmente estejam levando a sério essa campanha e que dê resultados positivos. Parabenizamos Robin Rice pela iniciativa e também as pessoas que estão participando conscientemente da campanha.

Para mais informações, clique no site da campanha.
http://www.stopthebeautymadness.com/

Publicado originalmente no Mas não me diga.
 
Top