Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Por Fabiane Dell´Antônio


A ejaculação precoce (EP), também conhecida como ejaculação prematura ou rápida, e esta disfunção sexual masculina ocorre em média de 20 a 30% dos homens brasileiros (Abdo, 2010).


É definida como o déficit do controle sobre a ejaculação, interferindo com o bem estar sexual ou emocional de um ou ambos os parceiros. Definida pelo Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-IV-TR) como a ejaculação que ocorre com estímulo sexual mínimo antes, durante ou logo após a penetração, de forma persistente ou recorrente, e antes do que o indivíduo o deseje.

Há dois tipos de ejaculador precoce: o primário, que apresenta a disfunção desde o início da vida sexual, e o secundário, é aquele homem que adquiriu o problema depois de ter tido relações satisfatórias por alguns anos.


O que causa a EP?
A EP tem muitas causas multidimensionais e psicossociais. As causas fisiológicas são extremamente raras e controversas, principalmente quando se fala em hipersensibilidade da glande ou alto reflexo ejaculatório.

A ginecologista e terapeuta sexual Jaqueline Brendler, presidente da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana afirma que, durante o "aprendizado sexual", o homem pode acabar se condicionado a gozar rápido. Muitos homens têm suas primeiras transas com prostitutas (que muitas vezes aceleram o ritmo da relação para acabar logo) ou em situações periclitantes (dentro de um carro, na casa dos pais da namorada). De meio século para cá, a partir do momento em que a mulher passou a ter seu papel na relação, esse conceito começou a mudar. Os homens passaram a ter de acompanhar o ritmo da parceira e se tornaram mais frágeis, vulneráveis", afirma a psiquiatra Carmita Abdo.

A fisiologia da ejaculação é um processo complexo, este é constituído por expulsão (ejaculação do sêmen), relaxamento dos esfíncter externo e contração coordenada do assoalho pélvico.


Como ocorre o tratamento?
Para a psiquiatra Carmita Abdo os antidepressivos, psicoterapia e uso de anestésicos tópicos para retardar a ejaculação são opções de tratamento. E para esta pesquisadora em Sexualidade, atualmente o tratamento baseia-se mais na opinião de especialistas do que em evidências.


Tratamento com a Fisioterapia
O Fisioterapeuta irá tratar os Músculos do Assoalho Pélvico (MAP), aumentando a coordenação e contração/relaxamento local, assim como melhora a percepção, força e circulação destes músculos. Este profissional irá ensinar a anatomia reprodutora e sexual ao homem em questão, e auxiliá-lo na aquisição de sentir e controlar a sensação premonitória e sua respectiva ejaculação. Visto que precisa-se adquirir 
o controle muscular e ejaculatório.
O Fisioterapeuta ensina algumas técnicas que irão ajudar o homem a controlar a ejaculação, a mais conhecida é "start-stop" (começa e pára). O homem deve se masturbar e interromper os movimentos quando perceber que está prestes a gozar. Deve ficar parado até que sensação premonitória da ejaculação desapareça e depois reiniciar os movimentos. Dessa forma, o homem passa a reconhecer os sinais que antecedem o gozo, a sensação premonitória. E após um certo controle ele irá iniciar este treino com a companheira durante a penetração.

Realiza-se exercícios de respiração, estes ajudam no relaxamento e no controle emocional. Orientações sobre mudanças de hábitos de vida e sexuais, sendo que muitas vezes a ansiedade é um fator determinante na ejaculação precoce.

A parceira do homem tem um papel importante em torná-lo capaz de superar o problema da ejaculação precoce. Sem um suporte emocional o homem é menos propenso a atingir um nível de relaxamento necessário para sua satisfação sexual. Ambos os parceiros devem comunicar seus sentimentos abertamente e com sensibilidade. O homem deve aprender a satisfazer sua parceira através do toque, sexo oral ou de outras formas, enquanto o casal trabalha para superar o problema da EP.
 



A Fisioterapia irá ensinar e resgatar a sexualidade masculina!

Fabiane Dell´Antônio é fisioterapeuta, palestrante e professora universitária desde 1999, está escrevendo um livro sobre o assunto Sexo e Sexualidade. No decorrer da vida acadêmica e clínica, especializou-se em Neuropsicologia e Aprendizado – PUC / PR, em Fisioterapia em Uroginecologia – CBES / PR, em Sexualidade Humana – USP / SP e Mestrado em Ciências da Saúde Humana – UnC / SC.

Em meio a tantas informações divergentes e de má qualidade um número gigante de homens sofrem calados, como se estivessem sozinhos, as consequências da dificuldade em manter uma relação sexual por tempo suficiente para satisfazer a sua parceira e a si mesmo.

Um deles, porém, depois de muitas tentativas descobriu aquela que ele considera a única solução definitiva: reprogramar o corpo e mente para controlar a ejaculação.

A boa notícia é que ele escreveu este livro como se fosse o um mapa até essa solução definitiva e agora entrega em suas mãos de forma que você economize muito tempo, dinheiro e principalmente emoções. 

É simples, mas para alguns pode não ser tão fácil. Neste caso, ele apresenta também uma ajuda muito bem-vinda, porém não indispensável, para tornar todo esse percurso mais rápido e fácil.


O material possui mais de 130 páginas de conteúdo de alta qualidade e com o respaldo do Dr. Luis Henrique, CRM/SC 11548. Clique aqui e conheça antes de comprar: http://bit.ly/precocenuncamais 











 
Top