Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético





Um novo estudo publicado no The Lancet tem causado muita polêmica em torno da vitamina D


Metade de todos os adultos americanos tomam suplementos de vitamina D. No Brasil, essa prática também é cada vez mais comum... Mas será que essas pílulas de vitamina D realmente ajudam?

Em um novo estudo, pesquisadores europeus realizaram uma revisão sistemática de mais de 450 relatórios científicos voltados para os efeitos de suplementos de vitamina D.

A pergunta que foi feita pelos pesquisadores: Será que tomar um suplemento de vitamina D pode promover a saúde e reduzir o risco de desenvolver doenças crônicas como o câncer e doenças cardíacas?

A resposta do estudo: Não. Em pessoas saudáveis, com níveis normais de vitamina D no sangue, tomar suplementos de vitamina D não fornece benefícios de qualquer natureza para a saúde.

Estudo contradiz estudos anteriores

Um grande corpo de evidências científicas relaciona a deficiência de vitamina D a uma série de doenças. “Quando medimos os níveis de vitamina D em pessoas doentes, sempre encontramos níveis reduzidos. Se a pessoa tem câncer, doença cardíaca, diabetes, demência, depressão, doença autoimune ou praticamente qualquer outra doença, o nível de vitamina D é geralmente baixo. Daí, o conceito de que a deficiência de vitamina D torna as pessoas doentes. E a crença de que prescrevendo a vitamina D, a pessoa ficará bem”, afirma o ortopedista Caio Gonçalves de Souza (CRM-SP 87.701), médico do Hospital das Clínicas de São Paulo

Causa e efeito

Os autores do novo estudo concluem que níveis baixos de vitamina D são um efeito da doença, e não uma causa. Os pesquisadores chegaram a esta afirmação através da análise de estudos em que as pessoas foram tratadas com vitamina D e, em seguida, examinadas, em intervalos regulares, para determinar se a vitamina D tinha afetado seu estado de saúde. “Os resultados foram consistentes em praticamente todos os estudos. Suplementos de vitamina D não reduziram o risco de desenvolver estes problemas de saúde”, explica o médico.

Por que doentes têm baixos níveis de vitamina D?

As doenças crônicas levam as pessoas a ter níveis baixos de vitamina D por uma variedade de mecanismos. Muitas doenças estão associadas com inflamações, e inflamações podem diminuir os níveis de vitamina D. “Além disso, pessoas doentes, muitas vezes, têm uma exposição limitada ao sol (a principal fonte de vitamina D) e uma baixa ingestão de vitamina D. Assim, os níveis baixos de vitamina D são um efeito (ou consequência) da doença e não uma causa dela em si”, diz o ortopedista.

A vitamina D e a saúde óssea

Até agora, temos abordado a relação entre a vitamina D e a saúde em geral. Agora, vamos nos voltar para a relação da vitamina D e a saúde óssea. “Não há dúvida de que a vitamina D é essencial para a saúde óssea. A vitamina D ajuda a absorver o cálcio e o cálcio é essencial para a resistência e a densidade óssea. Portanto, a ingestão adequada de cálcio e vitamina D é importante. Assim, a pergunta essencial é como obter vitamina D suficiente para manter os ossos saudáveis”, ensina Caio G. Souza, que também é professor de Ortopedia da Faculdade de Medicina na Uninove.

Grande parte da vitamina D do nosso organismo é proveniente da exposição ao sol. “Apesar de existir alguma variação de acordo com a cor da pele, normalmente bastam quinze minutos de exposição ao sol, sem protetor solar, em seu antebraço ou perna, duas ou três vezes por semana, e uma dieta saudável para atingir seu objetivo de vitamina D. A Organização Mundial de Saúde recomenda que a maior parte dos adultos deve ingerir 800 unidades internacionais (UI) de vitamina D por dia. Algumas sociedades médicas recomendam até 1.000 UI. Com uma exposição adequada à luz solar e com a ingestão de alguns alimentos ricos ou enriquecidos com vitamina D, esse processo torna-se mais fácil. Poucas pessoas precisam realmente de um suplemento para atingir estes níveis recomendados”, explica o ortopedista.

Suplemento de vitamina D para  prevenir a osteoporose

“Muitos indivíduos jovens e saudáveis tomam suplementos de vitamina D com a esperança de prevenir a osteoporose. Não há necessidade de se fazer isso.  Suplementos de vitamina D não previnem a osteoporose.  Por outro lado, se a pessoa tem um baixo nível de vitamina D no sangue, osteopenia ou osteoporose, ela precisa de vitamina D, juntamente com uma maior ingestão de cálcio e medicamentos para prevenir a perda óssea. Em casos de dúvida, procure sempre um médico de sua confiança”, orienta Caio G. Souza.

Conclusão atual sobre o tema

1.     A maioria dos adultos saudáveis não precisa tomar suplementos de vitamina D;
2.     O suplemento de vitamina D não melhora a saúde óssea de pessoas sem alterações no metabolismo ósseo;
3.     Obtenha sua vitamina D à moda antiga:
·        Por meio da exposição ao sol (em quantidades limitadas);
·         Por meio de uma dieta saudável, incluindo alimentos fortificados com vitamina D.


CONTATO:



ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO:
Márcia Wirth
MW- Consultoria de Comunicação & Marketing em Saúde
Telefones: (11) 9 9394 3597/3791 3597
 
Top