Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

Sucralose


Um dos ingredientes ativos de um adoçante artificial muito popular pode limitar o efeito de alguns medicamentos, reduzir o número e o equilíbrio das bactérias benéficas no intestino e ainda alterar a secreção de hormônios.

O alerta foi feito pela equipe do Dr. Mohamed Abou-Donia, da Universidade Duke (EUA), em um artigo publicado no Journal of Toxicology and Environmental Health.



No artigo, os pesquisadores detalham experimentos envolvendo o adoçante artificial, composto de sucralose de elevada potência (1,1%) em solução de maltodextrina e glicose.

A sucralose é uma substância que vem sendo utilizada como alternativa a adoçantes artificiais como a sacarina e o ciclamato, e foi liberada pelas autoridades de saúde inclusive para gestantes, crianças e diabéticos.


Adoçante com gosto amargo

O experimento, feito em cobaias, incluiu o consumo do adoçante artificial por um período de 12 semanas.

O adoçante artificial resultou em vários efeitos adversos nas cobaias, incluindo redução da microflora fecal benéfica, maior pH fecal e níveis ampliados de expressão dos hormônios P-gp, CYP3A4 e CYP2D1, conhecidos por limitar a biodisponibilidade de fármacos administrados por via oral.


"Em concentrações normalmente utilizadas em alimentos e bebidas, a sucralose suprime as bactérias benéficas no trato gastrointestinal, com menos efeito sobre as bactérias patogênicas," disse Susan Schiffman, coautora do estudo.


"A maioria dos consumidores não tem conhecimento desses efeitos porque nenhuma etiqueta de aviso aparece em produtos que contenham sucralose," alerta ela.

A pesquisadora ressalta ainda que a mudança no equilíbrio das bactérias gastrointestinais benéficas tem sido associada com o ganho de peso e a obesidade.

Em níveis muito elevados, acima do encontrado no adoçante, a sucralose também causa danos ao DNA.

Mas os efeitos biológicos documentados na pesquisa ocorreram com os níveis de sucralose atualmente aprovados pelas agências reguladoras para uso em alimentos.

 


ATITUDE QUE MUDOU UMA VIDA

UM EXEMPLO A SEGUIR, MAS VOCÊ COMPREENDE?

Tracy Henderson, de 30 anos, de Glasgow, chegou a pesar 177 kg, quando resolveu mudar sua dieta e fazer exercícios, se tornando uma instrutora fitness recentemente. 
A mulher acordava no meio da noite, lutando para respirar devido à obesidade, e perdeu incríveis 114 kg em dois anos. 

Tracy Henderson, que agora é uma instrutora fitness, era tão gorda que não conseguia tomar banho corretamente,e nem colocar o cinto de segurança em volta de sua cintura. 
Tracy Henderson, que agora é uma instrutora fitness, era tão gorda que não conseguia tomar banho corretamente, e nem colocar o cinto de segurança em volta de sua cintura. 

Tracy Henderson era tão obesa que não conseguia tomar bando corretamente, e mudou radicalmente sua dieta para perder peso

Ela mudou sua dieta e iniciou a prática de exercícios físicos, alterando sua rotina de intimidações e preconceitos pelo peso, além da baixa estima. 


Tracy disse: “Eu era intimidada na escola e começava a comer mais para me fazer sentir melhor. Como eu era enorme, as pessoas começaram a gritar apelidos para mim na rua e até mesmo jogar as coisas de seus carros.” 

Tracy começou a ter ataques de pânico que a deixavam incapacitada, e foi diagnosticado aos 19 anos com agorafobia, um distúrbio de ansiedade que, na maioria das vezes, está associado às crises de medo. 

Ela foi repetidamente levada para o hospital devido a dores agonizantes no peito, onde os médicos disseram a ela para perder peso se quisesse viver bem. 

Depois de uma dieta de baixa gordura e se alimentando de carnes magras, legumes e frutas, Tracy rapidamente viu seu peso cair. 

Em apenas um ano ela perdeu 95 kg e sua agorafobia e a depressão tornaram-se coisas do passado. 

Ela agora pesa apenas 63 kg e acaba de se qualificar como uma instrutora fitness, a fim de ajudar os outros.

E QUE TAL UM ACOMPANHAMENTO SEMANAL, ALIADO A UM PROGRAMA DE EXERCÍCIOS E ALIMENTAÇÃO MAGRA? VEJA ABAIXO!






Sabe-se que cerca de 60% da população brasileira encontra-se acima do peso. O grau máximo desses números está situado nas grandes cidades. Pela vida corrida que as pessoas nas grandes metrópoles levam, acaba caindo no esquecimento a prática de uma vida saudável, que consiste em treinar o corpo, dia após dia.

Pode ser uma tarefa árdua, mas qual esforço não vale a pena, se temos o resultado desejado?

Garanta uma aposentadoria mais saudável. Aproveite seu tempo de descanso para viagens constantes, que te façam ver o resto do mundo que você não conseguiu conhecer em sua vida ativa.




Voltado para um público que necessita de resultados mais imediatos, mas duradouros, o programa D21, da fisioterapeuta Olivia Andriolo, tem feito sucesso entre mulheres que levam uma vida mais atribulada e não dispõem de muito tempo para frequentar uma academia! Olha os vídeos aí!
Este curso custa 297,00 e você pode adquirir após o vídeo.


Clique na imagem para assistir o vídeo


E que tal associar uma substituição de gordura por músculos? Massa magra!

 compre aqui






TENHA MAIS SAÚDE ATÉ O NATALE AINDA AJUDE QUEM PRECISA
Não fique de fora! Participe do grupo saudável para receber dicas da Revista FisioBrasil, encorajamento, exercícios, programas alimentares e tudo mais que possa te ajudar a atingir a meta de emagrecer com saúde até o natal.

Emagrecer para doar em alimentos!
 
Top