Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

 

Dieta sem Gluten 


É a dieta isenta de alimentos ou farinhas que contem glúten, ou seja, Trigo, aveia, cevada e malte presentes em Pães, biscoitos, massas, barra de cereais , etc.
Para as pessoas com hipersensibilidades ou com intolerância ao glúten podem estar perdendo peso com essa dieta, pela diminuição do processo inflamatório que traz a diminuição de inchaço e retenção de líquidos. Basta substituir em sua alimentação, produtos com gluten por  farinhas sem glúten com quinua, amaranto, farelo de arroz, flocos de milho, tapioca, batata, aipim, etc.  Hoje já existem no mercado uma gama de alimentos com estas farinhas substituindo as que contem  o glúten, como pães sem glúten,  bolos, biscoitos de quinua, amaranto, biscoito de milho, de polvilho, cookies sem glúten ou os próprios cereais sem glúten como frutola, quinua, amaranto, linhaça, chia, granola sem gluten, etc.

Mas deve ter atenção  nas quantidades e na escolha dos alimentos sem glúten, pois podem ser bastante calóricos. A maioria possuem muito açúcar ou mais gordura que os normais. Lembrar também que são carboidratos e que em excesso aumenta o peso e desequilibra o metabolismo. Devem sempre pedir orientação ao seu nutricionista para  fazer esta troca de acordo com as suas  necessidades calóricas e orgânicas.

Dieta Detox  


A famosa e tão falada Dieta Detox é aquela que favorece a eliminação de substâncias xenobióticas do organismo, ou seja,  substancias estranhas no nosso organismo como toxinas, fármacos,  drogas, alimentos alérgicos, metais pesados, substâncias inflamatórias, etc. Ela emagrece pois aumenta a detoxificação pelo fígado, rim e intestino, promovendo diminuição de inflamação e inchaço. Também ajuda no  equilíbrio das funções destes órgãos através da inclusão de  alimentos naturais e mais alcalinos e que vão nutrir (fornecendo vitaminas, minerais e antioxidantes) importantes para o processo de detoxificação, além de alimentos com  potencial detox  como  chás naturais, frutas,  principalmente as vermelhas, sucos verdes, brócolis, couve, chicória, couve flor, couve de Bruxelas, rabanete, grãos e sementes . 
Esta dieta não deve ser feita continuamente ou por muito tempo, já que existem algumas restrições de grupos de alimentos importantes ao organismo humano.
Crianças, gestantes e lactantes não devem fazer a dieta  detox e esta dieta também é contra indicada para pacientes com doenças graves como câncer, hepatite, infecções ou que estejam fazendo quimioterapia ou uso de droga continua para Tuberculose ou aids. Devem esperar a estabilização da doença e a liberação médica. Esta dieta não deve ser feita por conta própria, mas sempre com a  orientação de um profissional

5 Factor  Diet 


Trata-se de um programa  criado pelo personal trainer Harley Pasternak,  que abordam 5 passos de princípios básicos para perda de peso em pouco tempo, baseados na combinação de uma alimentação saudável com exercícios regulares.  

Os 5 princípios básicos são:


  • 5 refeições por dia
  • 5 minutos para preparar e comer cada refeição
  • 5 exercícios físicos por dia
  • 5 minutos dedicados para cada exercício
  • 5 semanas para um corpo perfeito


O programa engloba ritmo, simplicidade e disciplina e ainda promove uma alimentação saudável e exercícios regulares com orientação de um profissional. Esta mistura vai promover perda de peso com certeza. Além de que, a freqüência de alimentação fracionada e com pouco volume, pois a pessoa só tem 5 minutos para preparar e comer tudo, não a deixará comer exageradamente.

O que pode ser adotado na alimentação (e funciona)
Alimentação saudável, com alimentos naturais e de baixas calorias. 

Alerta
Atenção com a escolha de alimentos como calorias vazias industrializadas, pois como a alimentação tem que ser feita rapidamente, a escolha por alimentos já prontos encontrados em supermercados e  com poucos nutrientes, podem não suprir as necessidades do organismo e com isso  causar deficiências nutricionais . A dieta deve ser feita sempre acompanhada por um profissional.


Dieta Fracionada 


É uma dieta com alimentação mais freqüente e fracionadas em 5 a 6 refeições ao longo do dia.  Emagrece porque estimula o metabolismo,  aumentando o gasto energético, não deixando o  corpo acumular gorduras, além de diminuir a ingestão de outros alimentos, pois o corpo fica mais saciado e não cai em tentações.

Outra vantagem desta dieta é que a alimentação fracionada em 5 ou 6 refeições diárias, elimina o risco do jejum que naturalmente causa um estresse espontâneo por fazer a pessoa ficar longos períodos sem ingerir nada. Isso só faz o organismo liberar  hormônios do estresse e substancias que estimulam a fome.

Esta dieta ainda ajuda a manter a bom humor e diminui a fome e a compulsão por alguns tipos de alimentos como o carboidrato, promovendo assim maior saciedade e perda de peso.

O que pode ser adotado na alimentação (e funciona)

Alimentação saudável a base de produtos naturais e de baixa calorias ministrados de 3 a 4 horas entre as grandes refeições com pequenos lanches saudáveis, tais como frutas , castanhas, cereais  ou sucos e iogurtes.

Alerta :

Atenção!!! Comer com mais freqüência não quer dizer que você tem que comer mais !! Procure fazer pequenas refeições entre as grandes refeições e cuidado na escolha dos alimentos e na quantidade que irá ingerir. Fuja de alimentos calóricos e de alto índice glicêmico. Não vale também fracionar a alimentação em 1 em 1 h !! Não esqueça que  para conseguir bons resultados, é preciso aliar a dieta a exercícios físicos regulares.

Dieta do Vinagre de Maçã

O que é?

Na verdade não é uma dieta. Foi uma conduta tirada de um trabalho realizado por pesquisadores onde  se descobriu que o vinagre de maçã ajudava na perda de peso se fosse ingerido  2 colheres das de sopa antes do almoço e do jantar.

Os estudos sugerem que o vinagre, além de ter pouquíssimas calorias, ajuda a estabilizar o açúcar no sangue e diminui o apetite. Ele é capaz de baixar em 25 % a glicose . Ainda o ácido acético, seu principal componente, ajuda na termogênese, a energia consumida na digestão para o transporte e utilização dos nutrientes, acelerando o metabolismo.
Isso porque o vinagre é feito a partir de frutas ou cereais. O processo de fermentação transforma o açúcar contido nesses alimentos, em álcool e depois, em ácido acético – a substância com poder emagrecedor. Como se fosse pouco, o ácido acético ainda inibe a atividade dos carboidratos e suas enzimas digestivas. O açúcar e outros carboidratos passam pelo trato digestivo da mesma forma que as fibras, ou seja, sem serem assimilados.

O que pode ser adotado na alimentação (e funciona)

Claro que a pessoa tem que adotar sempre uma alimentação mais saudável e bem fracionada e acrescentar 2 colheres de sopa antes do almoço e do jantar.

Alerta 

Cuidado!!! Isso não quer dizer que quanto mais vinagre você ingere, mais peso você  perde. Os estudos sugerem como seguro ingerir entre duas e quatro colheres de sopa por dia. Mais do que isso, pode irritar o aparelho gastrointestinal. Se você tem o estômago sensível, procure ser ainda mais cuidadoso: Use o vinagre como coadjuvante na dieta apenas se o seu médico permitir.


Dieta de Dukan


O que é :

O programa de emagrecimento de Dukan é uma releitura da famosa Dieta de Atkins, criada nos anos 1960. Para quem não sabe, trata-se da famosa Dieta da Proteínas.

A versão americana foi recriminada por médicos e nutricionistas por permitir o consumo indiscriminado de bacon e carnes gordas, um verdadeiro atentado ao coração. A proposta de Dukan é mais saudável, pois sugere o consumo de proteínas vindas das carnes magras (sem gordura embutida), frango e peixes. É indicado apenas as gorduras boas, consideradas amigas do peito. Ela é dividida em etapas e somente no fim da dieta, na fase da estabilização do peso, é que se tem o uso de óleo liberado em doses mínimas. Apenas o suficiente para você grelhar ou refogar um alimento.

A introdução dos carboidratos é de forma gradativa também. A dieta garante perda de peso e manutenção para vida toda !!!



Esta dieta metabolicamente diminui os índices de insulina e faz o organismo utilizar a proteína como fonte de energia com estimulação de hormônios catabólicos, tendo como consequência a perda de peso e de líquidos.


O que pode ser adotado na alimentação (e funciona)
Na primeira etapa que dura 5 dias, a pessoa só pode ingerir proteínas saudáveis como carne magras, frangos e peixes a vontade e quantidades moderadas de ovos, queijos magros e iogurtes com  o% de gordura e leite desnatado.  Depois, vamos introduzindo as verduras e legumes (exceto batata).A terceira fase libera o consumo de frutas e porções controladas de pães e massas integrais. Os carboidratos refinados (pães, massas e biscoitos feitos com farinha branca, pobre em fibras) ficam de fora. Na 4a e última etapa, a pessoa já pode comer de tudo, mas tem uns truques para não engordar novamente, um segredo.

Alerta 

Os cuidados com esta dieta são inúmeros. O primeiro é que a pessoa  pode retornar ao peso anterior rapidamente, pois  a perda de peso é rápida, mas perde-se líquidos e massa muscular. Isso não garante a perda de gordura apenas, principalmente para praticantes de atividades físicas. Então não fique feliz por estar com menos peso na balança. A perda de peso pode ser mascarada como perda de massa  muscular e líquidos, ou seja, desidrata a pessoa e o percentual de gordura aumenta. Por isso deve-se beber bastante líquido. Para atletas e praticantes de atividade física intensa, esta dieta é contra indicada  pelo aumento da perda de massa muscular , risco de lesão e diminuição de força e performance.

Esta dieta não deve ser feita por períodos muitos longos. Na fase de  introdução dos carboidratos, estes devem ser introduzidos bem lentamente e com muito cuidado, pois o corpo estará sedento por carboidratos e o risco de entrar em compulsão alimentar e ganho de peso rapidamente é grande.

Atenção também às deficiências nutricionais,  pois esta dieta é pobre em vitaminas, minerais e fibras.  È indicado neste período, fazer suplementação das mesmas . A dieta também pode deixar o intestino mais preguiço  ou até mais preso. Por ser uma dieta pobre em fibras, ela acaba ressecando intestino e desequilibrando a flora intestinal, o que também pode aumentar o  crescimento de bactérias patogênicas e fungos e causar  irritabilidade e mau humor.

Gengibre


Quanto você pesa?" perguntou uma colega que eu só encontrava em festas e que era bem mais gorda do que eu."Ah, acho que 85 kg", chutei, já que há muitos anos não encarava uma balança. Foi então que aquela mulher enorme respondeu: "Estou com 80 kg". Fiquei inconformada com a cara de pau da mentirosa insinuando ser mais magra do que eu. Até parece! E passei o final de semana com a pulga atrás da orelha.

Na segunda feira fui conferir meu peso. Subi e desci três vezes na balança, sem acreditar: 108 kg! Tirei tênis, larguei bolsa, joguei o casaco... e o peso era o mesmo. Só me faltou tirar a calcinha na farmácia para ter certeza do que eu via nos ponteiros!

Cheguei em casa, tirei a roupa e fui para a frente do espelho. Me olhei honestamente, analisando cada parte do do meu corpo como havia muito não fazia: enxerguei uma mulher feia, infeliz, frustrada. E gorda. Me senti tão mal que fui para o computador atrás de fotos dos meus 15 anos, para relembrar como eu era. Foi um choque, caí no choro! O que eu tinha feito comigo?

As fotos de adolescência me fizeram enxergar as tantas vergonhas que passei por causa de excesso de peso... As cadeiras que quebrei, o drama de comprar roupa, a tristeza por nunca arrumar um namorado. Foi nesse dia, em fevereiro de 2010, que enxerguei e admiti meu problema. Engoli o choro e decidi ser uma mulher feliz. O dever estava em minhas mãos!

Não me via gorda

Eu já vestia manequim 40 aos 11 anos, mas foi depois dos 15 que a situação saiu do controle. E não foi por doença, foi comida mesmo! Comer era o maior prazer da minha vida. Devorava lanches enormes, frituras e doces, e bebia muito refrigerante. A verdade é que eu não era saudável emocionalmente. transferia minhas amarguras para a comida e distorcia a minha imagem no espelho.
Se alguém comentasse que eu estava engordando, aí que eu comia mais, só de raiva, pois não achava que era tanto assim! "Que povo exagerado", pensava. E vivia inventando armadilhas. Saía da academia e comia uma cachorro-quente no caminho, aí dizia que os exercícios não davam resultado! O mesmo acontencia quando eu me via gorda em uma foto ou quando a roupa ficava apertada: a culpa era da máquina fotográfica que não prestava e da modelagem fajuta da roupa! Eu, realmente, não me via tão gigante assim. Muitas vezes, olhei uma calça 48 e provei, crente que me serviria. Mas a calça não passava do joelho... E me sentia enganada!

No auge do meu peso, comecei a perceber meu cansaço para ir até a esquina, com pernas inchadas, dificuldade para respirar e muito suor, até no inverno! Fui arrastando meu corpo assim até o bendito dia da conversa com a colega. Aí tive que enfrentar a realidade e aceitar que eu estava obesa.

Esqueci de mim e engordei

Por sorte, nessa mesma época, minha melhor amiga estava frequentando um grupo de emagrecimento e me passou todas as dicas para emagrecer com saúde.
Comecei a comer a cada três horas, sustituí tudo o que pude pela versão integral ou light, cortei fritura e refrigerante, incluí legumes, frutas, aveia, e, principalmente, coloquei mais salada no prato. Além da reeducação alimentar, comecei a caminhar 20 minutos por dia. Já na primeira semana via a balança marcar 4 kg a menos, sem nem passar fome! Rapidinho, passei a ir ao trabalho a pé!

Com muita força de vontade, em três meses, em junho de 2010, eu já tinha perdido 24 kg! Meu Deus, meu shortinho jeans de quando eu tinha 15 anos voltou a me servir! Aí ninguém me segurou, né?! Nessa fase, conheci o Odair, meu primeiro namorado, com quem estou até hoje. Estava tudo perfeito, eu tinha um amor e estava megafeliz! Até que em abril de 2011 minha vida virou de cabeça para baixo: o Odair sofreu um acidente gravíssimo de moto que destrui o fêmur. Ele foi operado e precisava de cuidados. Por isso, passou a morar comigo. Ele dependia de mim para tomar banho, comer, ir ao banheiro... Tudo! Foi uma barra muito pesada e eu voltei a usar a comida como fuga e recompensa por todo o meu esforço. É, amiga, perdi minha vaidade e engordei 10 kg num piscar de olhos.

Nove meses depois, a poeira já tinha abaixado e Odair já estava recuperado. Mas meu peso não. Aí, um dia, meu amor, com todo jeitinho, falou que eu deveria retomar a dieta. Fiquei superofendida, me tranquei no banheiro e chorei de raiva: quanta ingratidão! Eu estava assim porque eu só vivia para ele! Liguei para uma amiga e ela disse que Odair fez isso por amor. Mas eu estava uma fera: "Ah, é? Vou emagrecer e ele vai morrer de ciúme!"

No dia seguinte, retornei as rédeas da dieta: recomecei a reeducação e os exercícios da mesma forma de antes e determinei que nossa casa não teria mais guloseimas. Odair acabou entrando na dieta, mesmo sem precisar emagrecer!

Queimo gordurinhas sentada!

Nessa segunda fase de emagrecimento, o mundo virtual foi um grande aliado. Comecei a seguir todas as blogueiras light e até criei meu próprio blog. Me sentia motivada ao publicar minha evolução na dieta e as dificuldades e alegrias da rotina.

E foi na internet que aprendi sobre os termogênicos naturais, um grupo de alimentos que acelera o matabolismo e ajuda na queima de gordurinhas!

Como passo meu dia em frente a um computador, precisava de uma solução prática para consumir esse tipo de alimento. Aí tive a brilhante ideia de colocar um pedacinho de gengibre na garrafinha de água que sempre deixo na mesa de trabalho! Deu maias que certo! Passei a tomar cinco garraginhas de água com um único pedacinho de mais ou menos 6 cm de gengibre durante o dia. No total, dá 2,5 litros da minha bebida turbinada. E quem não quer queimar calorias sentado? O pessoal do escritório adotou meu truque! No verão, eu coloco também umas gotinhas de limão para minha bebida termogênica ficar mais refrescante!

Aproveitei minhas pesquisas pela internet e juntei o gengibre com outros amigos do emagrecimento e fiz um "suchá detox". Preparo a bebida em casa toda segunda-feira, depois dos deslizes do fim de semana, é muito fácil de fazer, veja minha receitinha! Além de termogênico, o suchá acaba com o inchaço por ser diurético e faz meu intestino funcionar por conta das fibras de couve. Uma maravilha!

Sete meses depois daquele comentário do Odair, em agosto de 2012, eu já tinha emagrecido muito além do que eu imaginava: conquistei meu peso de 75 kg. Ou seja: fiquei bem mais magra do que na primeira fase da dieta! Que alegria!

E o ciúme do meu amor? Sim, ele existe, mas nada exagerado. Odair admira o mulherão que tem em casa! Estou tão realizada que minha vida mudou até profissionalmente: de secretária, virei gerente!

E tenho certeza que isso só foi possível porque meu emagrecimento me ensinou a ser muito mais otimista, forte e autoconfiante! Sem contar que estou bem bonitiona no manequim 40, é claro! 

Emagreça sem esforço!

Colocar um pedacinho de gengibre na sua garrafinha de água parece algo inocente, mas tem um efeito poderoso! O gengibre é um eficiente termogênico, capaz de acelerar o metabolismo, aumentar o gasto calórico em mais de 10% e favorecer a queima de gordura. Além disso, essa raiz ajuda na digestão, é antioxidante e tem ação anti-inflamatória, explica a nutricionista Sophia Agnelli.

Receita do Suchá Detox da Gisareli

Ingredientes: 1 litro de chá-verde gelado, preparado com a infusão de 1 colher (sopa) das folhas secas + 3 fatias de abacaxi ou 1 laranja picada + 3 folhas de couve + 3 folhas de hortelã + 1 colher (chá) de raspas de gengibre + 1 pitada de canela em pó

Preparo: Bater tudo no liquidificador e tomar em seguida, não é necessário coar.


Informações: 

Dra. Robena Molinari é Nutricionista Funcional com ampla experiência em atendimento nutricional clinico e esportivo e na  PREVENÇÃO E TRATAMENTO DE DISTÚRBIOS NUTRICIONAIS em adultos, crianças, gestantes, cirurgia bariátrica, desportistas e atletas.  

É Coautora do livro “Nutrição Clínica Funcional: dos princípios à prática clínica” e Atual Membro da Sociedade Brasileira de Nutrição Funcional.

 
Top