Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

Encontrei um trabalho em português que apresenta um relato de caso no qual se comparou as características espaço-temporais da marcha de um paciente com osteoartrose no quadril esquerdo quando ele caminhava utilizando a bengala no lado contralateral e sem bengala. Os principais resultados indicam que o comprimento de passo direito e esquerdo, bem como o comprimento total do ciclo, foram superiores com o uso da bengala durante a marcha; os autores concluíram que o uso da bengala contralateral tornava a marcha do indivíduo estudado mais eficiente.

Este artigo é bem simples, ajuda um pouco no nosso raciocínio mas não ajuda muito a encontrar a resposta a nossa dúvida. Primeiro porque se trata do estudo de um único indivíduo com artrose de quadril bastante avançada, e isso por si só impede a generalização dos resultados (nada me garante que outros pacientes com artrose de quadril vão se comportar da mesma forma que o do estudo). Em segundo lugar, foi comparada somente a marcha sem bengala e com bengala contralateral. No nosso caso, desejamos saber se a bengala usada contralateral a perna afetada é mais eficiente do que a usada no mesmo lado.
Pra ser bem cri-cri do ponto de vista da metodologia científica, o que podemos tirar de útil deste estudo é que o uso da bengala resultou em melhora dos parâmetros temporo-espaciais da marcha quando comparado a marcha sem bengala, e que TALVEZ isto aconteça em outras pessoas com artrose unilateral de quadril.

  



Fonte: “Características da marcha de um paciente comosteoartrose de quadril com e sem auxílio de bengala” [Fisioterapia e Pesquisa,São Paulo, v.16, n.4, p.357-62, out./dez. 2009]
Clique no link acima para ser direcionado para o artigo
 
Top