Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

O ideal é manter um mesmo horário dedicado ao estudo todos os dias e aproveitar ao máximo as horas em que fica na escola

Uma pesquisa feita pela Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), nos EUA, aponta que deixar de dormir algumas horas à noite para estudar um pouco mais piora o desempenho do aluno no dia seguinte. Alunos que dormem pouco em véspera de prova, por exemplo, apresentam um desempenho acadêmico pior. Esse efeito, segundo os autores do estudo, ocorre independentemente do quanto o jovem se dedica aos estudos no dia-a-dia.

Isso não quer dizer, porém, que um aluno deva estudar menos para se sair melhor na escola. “O sucesso acadêmico depende de estratégias que evitem o sacrifício do sono. É preciso manter um mesmo horário dedicado ao estudo todos os dias e aproveitar ao máximo as horas em que fica na escola”, afirma Andrew Fuligni, um dos autores do estudo, que foi publicado nesta segunda-feira no periódico Child Development.
Os participantes, de várias etnias e faixas socioeconômicas, tiveram que responder por quanto tempo estudavam e dormiam, se não entendiam algo ensinado nas aulas ou haviam tirado nota baixa em alguma prova escrita, oral ou tarefa de casa.

Para a surpresa dos pesquisadores, a falta de sono criou mais problemas relacionados ao desempenho nos exames do que à compreensão dos adolescentes sobre o que era falado.
Fuligni destaca que o sucesso acadêmico depende, portanto, de estratégias que evitem comprometer o sono, como manter um horário consistente de estudo durante o dia, usar o período escolar da forma mais eficiente possível e diminuir o tempo gasto com outras atividades menos essenciais.

CONHEÇA A PESQUISA
Título original: To Study or to Sleep? The Academic Costs of Extra Studying at the Expense of Sleep
Onde foi divulgada: periódico Child Development
Quem fez: Cari Gillen-O’Neel, Virginia Huynh eAndrew J. Fuligni
Instituição: Universidade da Califórnia, Los Angeles, Estados Unidos.
Dados de amostragem: 535 estudantes de 14 a 18 anos.
Resultado: Alunos que deixam de dormir ou dormem menos para estudar mais se saem pior na escola do que os outros, mesmo que estudem durante mais horas no dia.


  
 
Top