Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

Especialistas afirmam que cerca de 15 a 25% dos pacientes com artrite reumatóide sofrem da Síndrome do Olho Seco

A artrite reumatoide é uma doença caracterizada por ser autoimune, e pode causar danos a saúde dos olhos. Isso deve-se ao colágeno - estrutura presente em vários órgãos do corpo, inclusive nos olhos.

A falta da produção do colágeno pode desencadear a Síndrome de Sjogren, também conhecida como olho seco. “ É uma doença que destrói as glândulas que produzem lágrimas e saliva, causando o ressecamento dos olhos e boca ”, explica a oftalmologista do Hospital Nossa Senhora das Graças, Renata Bekin.

O olho é lubrificado pelo filme lacrimal, composto por água, muco e óleo, e outros componentes que auxiliam na proteção do olho contra as infecções. “Quando a produção do colágeno é prejudicada, ocorre a sindrome”, explica a médica e acrescenta. “ Para prevenir a síndrome é necessário o acompanhamento periódico com o reumatologista e oftalmologista. E qualquer sintoma percebido pelo especialista, deve-se iniciar o tratamento”.

Especialistas afirmam que cerca de 15 a 25% dos pacientes com artrite reumatoide sofrem da Síndrome d o Olho Seco . A rdência, queimação, ressecamento, sensação de corpo estranho, vermelhidão e lacrimejamento excessivo são os principais sintomas apresentado pelos pacientes.

Para aliviar os sintomas é necessário seguir algumas recomendações: utilizar lubrificantes para os olhos; adotar medidas ambientais como - o uso de panos úmidos, bacias com água e aquários – pois, ajudam a aumentar a umidade relativa do ar nos ambientes e, incluir uma d ieta rica em ômega 3 - peixes, azeite de oliva e óleo de semente de linhaça.

Segundo a Dra. Renata, os pacientes com artrite reumatoide são mais sensi veis as mudanças de temperatura e de ambiente. “ Por isso, é necessário utilizar lubrificantes oculares, tentar piscar mais vezes e qualquer alterção nos olhos, procurar seu médico com urgênci a”, orienta.

As mulheres são as que mais possuem a visão prejudicada - cerca de três a cinco vezes a mais do que em relação aos homens e com pico de incidência entre 40 e 70 anos de idade. “ O diagnóstico é feito por meio de testes que verificam a quantidade e qualidade da lágrima, história clínica do paciente e os relatos dos sintomas”, explica a médica.
Entre os tratamentos indicados para a Síndrome de Sjogren estão: os lubrificantes tópicos, e em alguns casos, colírios com corticóides tópicos e ciclosporina.

Porém, é necessário cautela, pois segundo a oftalmologista, pacientes que possuem apenas a artrite reumatoide e necessitam de medicamentos para controle da doença podem prejudicar a visão. “Os corticoides podem causar glaucoma e catarata; a cloroquina e a hidroxicloroquina podem afetar a retina e a córnea. Os pacientes que usam esses medicamentos para tratar a doença crônica, devem fazer exames oftalmológicos - fundo de olho, campo visual e teste de cores - com frequência”, alerta a Dra. Renata.

Já entre as doenças mais comuns nos olhos causadas pela artrite reumatóide estão a episclerite, ceratite ulcerativa e a vasculite retiniana. A médica explica que a episclerite é uma inflamação do tecido que reveste a parte branca do olho, causando vermelhidão localizada ou difusa do olho, porém sem dor e melhora sozinho. “Já a esclerite inflama a parte branca do olho, causavermelhidão mais intenso e, às vezes, há diminuição da visão e dor na movimentação do globo ocular”, explica.

A ceratite ulcerativa é a inflamação da córnea e causa afinamento da periferia da córnea resultando na distorção da visão e as vezes até a perfuração da córnea e perda do globo ocular. “Em relação a vasculite retiniana, os vasos sanguíneos da retina - parte mais interna do olho - ficam inflamados, a forma mais rara da doença”, ressalta.

  



Entenda a artrite reumatoide

A artrite reumatóide é uma doença inflamatória crônica da membrana senovial, que afeta as articulações, tecidos e também pode prejudicar alguns órgãos. A doença também é caracterizada por ser degenerativa, ou seja, o próprio sistema imunológico do corpo ataca os tecidos. A sua causa ainda é desconhecida
 
Top