Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

Estudo indica que consumo de vitaminas em suplementos pode reduzir benefícios da prática de exercícios físicos.


Insulina e radicais livres

O consumo de suplementos vitamínicos pode cortar parte dos efeitos benéficos para a saúde da prática de exercícios físicos, de acordo com estudo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences.

Os exercícios físicos ajudam a aumentar a sensibilidade do organismo à insulina por meio da produção de oxigênio reativo - ou radicais livres, moléculas instáveis liberadas pela queima de oxigênio no processo de respiração celular.

Os radicais livres são importantes no combate a infecções, mas, caso estejam presente em excesso - em situação conhecida como estresse oxidativo -, são prejudiciais, podendo levar ao desenvolvimento de doenças.


Antioxidantes

Para equilibrar a ação dessas moléculas entram em ação os antioxidantes, produzidos pelo próprio organismo ou ingeridos por meio de alimentação.

Estima-se que os radicais livres danifiquem as células e acelerem o processo de envelhecimento. Por outro lado, tais compostos são necessários para prevenir o dano celular após exercícios físicos.

Michael Ristow e seus colegas da Universidade de Jena, na Alemanha, compararam a sensibilidade à insulina e a quantidade de oxigênio reativo produzido em homens que se exercitaram e receberam doses diárias de vitaminas C (1 g) e E (400 mg) com outros voluntários que passaram por atividades físicas, mas não ingeriram antioxidantes na forma de suplementos.

Efeitos positivos dos radicais livres

Segundo o estudo, aqueles que consumiram os suplementos não apresentaram alterações em seus níveis de oxigênio reativo, enquanto os demais tiverem um aumento na formação de radicais livres.

Após quatro semanas de testes, "o estresse oxidativo induzido pelos exercícios melhorou a sensibilidade à insulina e causou uma resposta adaptativa por meio da promoção da capacidade de defesa antioxidante", descreveram os autores.

Mas a melhoria ocorreu apenas no grupo que não ingeriu antioxidantes em suplementos. Segundo os pesquisadores, os radicais livres provavelmente têm um efeito benéfico ao aumentar a sensibilidade à insulina, efeito que é bloqueado pelo consumo de vitaminas antioxidantes.

 
 
Top