Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

Apesar de as mulheres terem diferenças hormonais, fisiológicas e anatômicas o treinamento com sobrecargas não é muito diferente do aplicado aos homens, porém alguns fatores devem ser observados. De acordo com a fisiologista Luciana Mankel da Curves Academia, “a diferença não está na estrutura do treino, e sim, nos objetivos traçados”. Segundo ela, mulheres objetivam o enrijecimento de áreas específicas como tríceps, pernas e glúteos, além de buscarem em grande parte o emagrecimento. Já a maioria dos homens focam nos bíceps, peitoral e costas. “O processo de tonificação muscular é gradual para ambos os sexos, e sua rapidez e eficácia depende da consistência do treino e comprometimento do aluno”. Porém, algumas pessoas ainda acreditam que o treino para mulheres deve seguir apenas a linha aeróbica.

A frase - “Não quero ficar muito grande” – é comum nas avaliações físicas para mulheres. Muitas ainda possuem receio de ao realizar exercícios com sobrecargas modelarem um corpo hipertrofiado. Algumas até se negam a treinar certas regiões, como ombro, peito, dorsal e braços. Porém, Luciana explica que para perder gordura, fortalecer a musculatura e ter formas proporcionais é necessário trabalhar todos os grupos musculares. “Para formas mais proporcionais e melhor equilíbrio do desenvolvimento geral do corpo é necessário treinar todos os grupos musculares.
Porém, no remodelamento do corpo, a aluna deve estabelecer o seu limite e buscar a orientação profissional para um treino adequado e que atenda seus objetivos”, afirma a fisiologista.

Segundo ela, se a aluna usar cargas leves com muitas repetições, irá definir seus músculos. Por outro lado, cargas mais pesadas aumentam a massa magra, e logo, proporcionam aumento de massa muscular. As mulheres em geral não produzem uma quantidade significativa do hormônio testosterona, o que impede o alto grau de desenvolvimento de músculos. A musculação apenas aumenta a força dos músculos, porém o desenvolvimento muscular depende de vários fatores como repetições, intensidade e frequência do treino. De fato, a mais enfática diferença entre os sexos é a variável ponderal, afinal, homens desenvolvem mais força do que as mulheres, principalmente em membros superiores.

Desta forma, o trabalho com pesos para mulheres deve ser acompanhado de uma dieta adequada para melhorar a composição corporal e tonificação muscular. “Apenas a musculação faz com que os músculos fiquem densos e fortes, porém a gordura continua incomodando e dando aspecto de flacidez. Por isso, recomendo uma dieta balanceada para trazer melhores resultados”, afirma Luciana. Entre os vários benefícios do treino de força para a mulher, está à menor incidência de osteoporose, diminuição dos problemas cardíacos e colesterol, perda de gordura, melhora na auto-estima, diminuição de ansiedade e aumento da massa muscular. “O sexo frágil já não existe mais no mundo fitness. Os benefícios da musculação para as mulheres são diversos, como manter o corpo em forma e deixar a saúde em dia. Se você acha que musculação é uma atividade masculina está enganada, mude seus conceitos e deixe de preconceito, pois academia foi feito para as mulheres também”, finaliza Luciana.


  


Serviço:
Curves - A academia para mulheres

A Curves oferece um programa completo de saúde, qualidade de vida, boa forma e emagrecimento. Aliando exercícios aeróbicos para perda de peso com treino de força (musculação) para tonificação dos músculos, o circuito de atividade física da Curves provê um plano de exercícios que pode queimar até 500 calorias em apenas 30 minutos. A maior rede de academias do Brasil e do mundo – dedicada a oferecer, em um único lugar com preços acessíveis, exercícios e informação nutricional para mulheres. O resultado de todo este aparato é o impacto positivo não apenas na saúde física, mas também no bem-estar, auto-estima e na qualidade de vida das mulheres.
www.curves.com.br
 
Top