Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Sintomas como diarreia, vômito, dores no corpo e febre, podem ser sinais de gastroenterite, doença que atinge o sistema gastrointestinal, provocada por bactérias transmitidas pelo ar, pela mão ou objetos em contato com a boca e por alimentos contaminados.

Essas bactérias podem ser contraídas também por meio de sujidades acumuladas em chupetas e mamadeiras de bebês e crianças. Ainda que esses objetos sejam lavados diariamente, o transporte e até o manuseio deles podem facilitar o acúmulo de bactérias.

Para evitar esse problema, algumas mães deixam os utensílios do bebê mergulhados em água fervente, mas, ao contrário do que imaginam, esse é um procedimento extremamente inseguro. Os recipientes plásticos em temperatura elevada liberam substâncias cancerígenas, portanto, é um método muito perigoso.

Para desinfetar mamadeiras, bicos, chupetas e até máscaras de inalação de forma segura, existem recursos mais adequados como o uso de bactericidas sem enxágue, que são facilmente encontrados em farmácias e supermercados.

O importante é que o produto adquirido tenha eficácia comprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), pois dessa forma, fica assegurada  a esterilização dos lactários, garantindo que eles fiquem 100% livres de bactérias.

Adriana Coppola Faria é farmacêutica da Saggio do Brasil, indústria responsável pelo Hidrosteril®, bactericida utilizado para desinfetar a água, alimentos e lactários do bebê.



 
Top