Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético



Uma coisa é certa: por trás de qualquer empresa inovadora está uma equipe com permissão para arriscar e testar. E esse time, por sua vez, só existe porque seus líderes um dia decidiram investir em uma gestão de equipes visionária, que perdoa o erro sem, por isso, cultuá-lo. Quando você aposta no que é mais seguro ou se satisfaz com aquilo que já conhece, pode conseguir resultados sólidos no curto prazo, mas jamais a excelência. Se este não é o seu perfil, ou pelo menos, não está nos seus planos para 2015, devia continuar lendo este post:

Inovar, segundo especialistas
Dieter Kelber, diretor-executivo do INSADI (Instituto Avançado de Desenvolvimento Intelectual), define que o profissional inovador “consegue olhar para um trabalho que é feito há anos da mesma maneira e transformar o processo em algo mais rápido, mais produtivo, com maior valor para o cliente”. Já Felipe Scherer, professor da ESPM/RS, identifica que “algumas empresas têm criado cargos como ‘gerentes e diretores de inovação’, mas o papel de contribuir com a inovação não deve ser restrito a esses cargos. Todos na organização devem contribuir com esse processo”. Com uma outra abordagem sobre inovação, Sílvio Celestino, especialista em coaching, alerta que uma empresa deve primeiro garantir que o básico esteja funcionando, isto é, que a equipe esteja treinada e capacitada para trabalhar, porque só assim terá condições para receber inovações bem sucedidas.

Confira agora os seis passos para você se tornar um(a) profissional inovador(a) como sempre admirou:

1. Inovadores são, antes de tudo, questionadores
Quer uma dica? Observe seu público-alvo além do seu produto ou serviço. Repare nos aplicativos, nos hobbies, e do que elas são fãs. Simule a realidade delas, passe pelo que elas passam, e você terá insights. Outra forma é buscar atividades complementares, lendo com certa constância, viajando. Ou simplesmente escolher um dia da semana para mudar sua rotina, se abrindo para novas experiências. Não se deixe habituar como os outros da equipe e questione constantemente, por melhor que seu produto esteja se saindo no mercado, por mais satisfeitos que seus clientes estejam. Você nunca sabe que lançamento pode atrair todos os olhos, amanhã. Questionar é vital para enxergar chances de mudança naquilo que já é feito, muitas vezes, automaticamente.

2. Inovadores reconhecem necessidades
O profissional que inova é aquele que, no meio da correria, consegue perceber onde estão as falhas, e elas podem estar na forma como a equipe se comunica e age no fluxo de trabalho, ou na funcionalidade do seu produto ou experiência com o serviço que a sua empresa vende. Depois de reconhecer a necessidade, caberá a você acumular conhecimento para buscar alternativas. Estudar, mesmo. Testar, se possível. A questão aqui é que não basta conhecer o que todos conhecem, e é aqui que entra a criatividade – em suma, a capacidade de associar ideias que até então não tinham sido associadas.

3. Inovadores desenvolvem e refinam uma solução
Se a sua vontade é de fato se tornar a pessoa mais inovadora que conhece, você pode chegar ao ponto de definir a sua Estratégia de Inovação. Crie um documento onde você dissertará sobre os temas e tipos das inovações que propõe. Uma vez que você reconheceu as necessidades, trabalhará incansavelmente para descobrir a solução mais prática possível, no menor prazo que puder. Depois de encontrada a melhor a solução, busque – isso é inovar com louvor – antecipar futuras necessidades. Meu lembrete é: você pode ter certeza que o 1º iPhone não veio da primeira solução proposta. E você também pode ter certeza que a adição da câmera e do 3G já tinham sido pensados antes.

4. Inovadores se arriscam a recomeçar
Pode ser difícil ouvir isso, mas você, no fundo, sabe que não há outro jeito. Você terá de sair da sua zona de conforto, por exemplo, deixando seu ego de lado e se tornando um iniciante de novo. Você precisará de bastante disposição para ver as coisas por uma nova perspectiva e por isso é tão importante ter uma mente aberta para discutir todos os assuntos possíveis, do feminismo à reencarnação, da tecnologia holográfica à disputa presidencial. Flexibilidade é um traço legítimo desse tipo de profissional.

5. Inovadores trabalham em equipe
Em processos criativos, o dono da ideia é o time. Até porque, é parte fundamental de qualquer projeto, depois de criar, saber realizar. Por isso inovar requer uma gestão de equipes inteligente. Nenhuma empresa vive só de profissionais inovadores, mas depende daqueles que trabalham diariamente para desenvolver processos rotineiros, sistemáticos ou justamente por em prática os projetos que você, futuro(a) inovador(a), trará. No entanto, nem todos os profissionais atuam em áreas com espaço para o desenvolvimento de projetos diferenciados e, se este for o seu caso, e você for um(a) profissional que também executa, o faça com questionamento. Pense em como fazer cada vez melhor, de forma a dar mais resultados, porque isso também é inovar.

6. Inovadores procuram pela simplicidade
Quando você ouve falar de profissionais inovadores, não se trata simplesmente de pessoas que criaram um produto por criar. Essas pessoas estão lá para causar impacto. Podem não estar tentando curar os problemas do mundo, mas estão ao menos tentando simplificar as coisas, facilitar a vida das pessoas, proporcionando a elas experiências agradáveis, porque conhecem as hostilidades do dia a dia e conseguem se ver no lugar. E você, conhece a trajetória de alguém inovador? Deixe um comentário, porque adoramos conhecer essas histórias.


Inovadores que são líderes prezam por uma gestão de equipes. Isto quer dizer investir na simplificação da forma como o time trabalha e se comunica, incluindo, diminuir e-mails, reuniões e dando prioridades às demandas. Com o Runrun.it, você pode fazer tudo isso e acompanhar o desempenho da sua empresa por meio de relatórios automáticos de produtividade. http://runrun.it

 
Top