Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

É muito importante que o paciente entenda a real finalidade desta intervenção cirúrgica e saiba, principalmente, que lipoaspiração não emagrece


Lipoaspiração não emagrece.

A lipoaspiração é um procedimento invasivo e como qualquer outra intervenção cirúrgica apresenta riscos. Sendo assim, é muito importante que o paciente entenda a real finalidade desta intervenção e saiba, principalmente, que lipoaspiração não emagrece.

Em matéria pulicada no site Corpo e Estética, o cirurgião plástico e membro aspirante da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Dr. Guilherme Fritsch Nunes explica o que é a lipoaspiração, a quem se destina e o volume máximo de gordura permitido para retirada neste procedimento. “O aspirado é uma mistura que se for aferida em uma balança não fará jus à sua expectativa de perda ponderal. A gordura é pouco densa comparativamente a outros tecidos como músculos, por exemplo. São candidatas à lipoescultura, a rigor, as mulheres com peso dentro da normalidade. Mas o que é normalidade neste contexto? O índice de massa corporal (IMC) é utilizado por muitos cirurgiões como parâmetro para filtrar as candidatas a procedimentos estéticos”.

Durante uma lipoaspiração o paciente não perde somente o adipócito (célula de gordura), perde também sangue, e nele as células hemáticas como a hemoglobina (que transporta oxigênio para as células mantendo-as vivas), entre outras células. Diante disso, a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica justifica a recomendação do limite volumétrico para lipoaspirações. É possível aspirar de 5 a 7% do peso corporal (kg) em litros de aspirado, explica o Dr. Nunes.

Para ler mais sobre procedimentos estéticos, alimentação saudável e dicas de saúde acesse o site Corpo e Estética.

 

 
Top