Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético



O treinamento funcional, além da já tão desejada tonificação muscular, promove ainda maior gasto energético. Isto porque ele envolve uma grande complexidade do movimento e envolvimento de várias capacidades físicas.

Gastar horas do seu dia fazendo musculação na academia, diariamente executando aqueles mesmos exercícios repetidamente e de forma monótona está com os seus dias contados. Pra quem não gosta muito desta modalidade, a novidade do momento é o treinamento funcional, que chegou ao Brasil para ficar!

A ideia básica desta atividade é deixar o praticante com o corpo trabalhando de forma única, dinâmica e mais atrativa do que os treinos convencionais. A modalidade tem ganhado cada vez mais adeptos e está entre a preferida dos famosos.

Diariamente, o treinamento gera milhões de acessos em sites de busca. Basicamente, a metodologia pretende deixar a monotonia de lado e tornar a atividade física em algo mais agradável e divertido. Além disso, o treino é altamente motivador.

O treinamento funcional, além da já tão desejada tonificação muscular, promove ainda maior gasto energético. Isto porque ele envolve uma grande complexidade do movimento e envolvimento de várias capacidades físicas.

Como funciona:

O método é reconhecido por trabalhar diferentes capacidades físicas combinadas com vários exercícios típicos de nosso dia a dia. Trabalha-se, principalmente, força muscular, flexibilidade, coordenação, equilíbrio e capacidade respiratória.

Os exercícios são realizados com o próprio peso corporal. O treinamento baseia-se em nossos movimentos naturais, como correr, pular, andar, puxar, girar, empurrar e agachar. O objetivo é tirar a pessoa dos movimentos costumeiros com eixos definidos, tal qual acontece na musculação.

A parte mais interessante do treinamento funcional é exatamente que o método combina diferentes habilidades, como o treino aeróbico com o de equilíbrio, promove variações bacanas que deixam a monotonia de lado.

O gasto calórico em um treino de aproximadamente 45 minutos de exercício pode ser de até 600 calorias.

Acessórios utilizados:

Os desafios são dados aos alunos conforme sua evolução na prática diária e, a partir de então, alguns acessórios são implementados, como hastes, cones, discos, elásticos, cordas, minitrampolim, bolas suíças, plataformas de equillíbrio, entre outras.
Existem alguns equipamentos que surgiram com a ideia de implementar, especificamente, o conceito do treinamento. A cada dia que passa, novas ideias e metodologias usadas estão evoluindo, bem como os aparatos utilizados.

Os recursos visam proporcionar o gradativo aumento na resistência de movimentos específicos. Os mais importantes e variados equipamentos utilizados nestes métodos podem ser encontrados no site da ShopFisio. Confira!

Benefícios:

- Gasto energético maior do que o de outras atividades físicas
- Desenvolvimento da percepção dos movimentos
- Redução do percentual de gordura
- Tonificação muscular
- Melhora na flexibilidade
- Ajuda a prevenir lesões
- Otimização da coordenação motora
- Melhora no equilíbrio
- Aumento da autoestima
- Emagrecimento
- Ganho de agilidade
- Aumento da estabilidade da região core (saúde da coluna vertebral)
- Melhoria das estruturas afetadas por lesão no processo de reabilitação
- Melhora no condicionamento cardiorrespiratório

Quem pode fazer?

A prática do treinamento funcional está relacionada com o histórico de vida e saúde de cada praticante. Além disso, fatores como idade e sexo são considerados. Por exemplo, pessoas que praticaram diversas modalidades esportivas e atividades físicas ao longo de sua vida, certamente vão se adaptar melhor ao treinamento.

Entretanto, o método é recomendado para todas as idades, desde que haja acompanhamento de um profissional, em casos mais delicados. É importante lembrar também que, antes de se submeter ao treinamento funcional, deve-se consultar um médico e verificar como anda sua saúde.
Diferenças com a musculação
A principal diferença com relação à musculação refere-se ao aumento da massa muscular. Este quesito ainda é muito ligado à prática comumente realizada nas academias. A musculação é eficiente para hipertrofia, que não é um dos objetivos centrais do treinamento funcional.
A musculação visa trabalhar os grupos musculares de forma isolada e com mais especificidade. Os programas, realizados em até cinco vezes por semana, podem gerar benefícios no condicionamento físico, aumentando a massa magra e diminuindo o percentual de gordura, caso seja aliado a uma dieta adequada.

A hipertrofia acontece de maneira mais harmônica, tanto na parte superior quanto inferior do tronco, quando o aluno faz o treinamento funcional. Ele é mais completo para garantir o condicionamento físico para atividades diárias.
 
Top