Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético



*Antonio Rangel

As úlceras são lesões superficiais ou profundas na pele ou nas mucosas e são, popularmente, chamadas de feridas. Podem tem diversas causas como hereditariedade, doenças pré-existentes e fatores de risco como sedentarismo e tabagismo. As lesões crônicas chegam a levar semanas e até meses para cicatrizar, prejudicando a qualidade de vida. Se não tratadas adequadamente, podem evoluir para infecções, deformidades e até mesmo amputações.

Algumas das feridas mais comuns são as úlceras arteriais e as úlceras venosas. Ambas são causadas por problemas de circulação. Pelo sistema circulatório, o coração leva o sangue pelas artérias para todo o corpo e o caminho de retorno é feito pelas veias. As úlceras arteriais são causadas por obstrução nas artérias, diminuindo ou interrompendo o fluxo sanguíneo, e as úlceras venosas acontecem pela deficiência do sangue em retornar ao coração.

O diagnóstico diferencial é fundamental e determinante para o tratamento e deve ser realizado por profissional capacitado – que irá observar fatores como a localização, características da lesão, quantidade de exsudato, entre outros aspectos. Erros de diagnóstico podem prejudicar o tratamento, que é diferente em cada caso. Por isso, pode ser necessária a realização de exames complementares.

Úlceras arteriais
As úlceras arteriais ou isquêmicas são causadas pela obstrução das artérias: o sangue não consegue chegar adequadamente aos tecidos para nutrir e oxigenar as células, resultando morte celular e, consequentemente, nas lesões. Frequentemente, está associada à aterosclerose (formação de placas de gordura na parede das artérias), que ocasiona a diminuição ou interrupção do fluxo sanguíneo. Tabagismo, diabetes descontrolado, altas taxas de colesterol e triglicerídeos no sangue também podem favorecer o surgimento desse tipo de úlcera.

As úlceras arteriais são mais frequentes na região acima da canela e nas extremidades dos dedos dos pés. São feridas crônicas, de difícil cicatrização, podendo ser bastante dolorosas. Em casos mais graves, pode resultar na amputação do membro afetado.

Úlceras venosas
Já as úlceras venosas, também chamadas de varicosas, correspondem a cerca de 80% das feridas que acometem pernas e pés. São causadas pela má circulação sanguínea, consequência, na maioria dos casos, de fatores genéticos. Mulheres, sedentários ou pessoas que costumam ficar muito tempo em pé têm mais probabilidade de desencadear o problema precocemente.

Em razão de uma dificuldade do retorno do fluxo sanguíneo dos membros inferiores para o coração acontece a estagnação do sangue nas pernas, ocasionando varizes e inchaço, o que prejudica a oxigenação dos tecidos. Nessa situação, o local fica mais suscetível e até mesmo um leve traumatismo pode resultar em uma ferida, que pode evoluir para a condição crônica, que é a úlcera.

Tratamento
O acompanhamento de um médico vascular para definir o tratamento, que pode ser tópico, medicamentoso ou cirúrgico, é muito importante. Cada tipo de úlcera exige um tratamento específico. Nas úlceras de origem venosa é importante associar ao tratamento tópico da ferida, o repouso deitado com as pernas elevadas e uma bandagem compressiva para melhorar o retorno venoso. Já na úlcera arterial o tratamento compressivo é contraindicado, e o paciente ainda dever ser acompanhado por um médico vascular. Além disso, nas úlceras arteriais, o tratamento tende a ser mais longo.

Com a evolução dos tratamentos e curativos, existem no mercado produtos que ajudam a acelerar o processo de cicatrização, diminuindo os incômodos. Um exemplo é a membrana regeneradora porosa Membracel que atua estimulando a limpeza da ferida e a migração celular para a área lesionada, o que favorece a cicatrização. A membrana mantém a lesão úmida, garante as trocas gasosas, permite a drenagem das secreções, não causa alergia e não deixa resíduos. Além disso, protege as terminações nervosas e proporciona o alívio imediato da dor.

*Antonio Rangel é enfermeiro estomaterapeuta (especializado em feridas) da Membracel


Sobre a Membracel:

Criada em 2000, a Membracel é uma empresa referência em seu segmento. O produto – membrana regeneradora porosa – foi desenvolvido com base no resultado de pesquisas de biotecnologia. A membrana atua como um substituto temporário da pele para casos de falta da epiderme ou da derme, como em queimaduras e úlceras. O produto já é utilizado em hospitais e unidades de saúde em todo o país.



Informações para a imprensa:
Literato Comunicação e Conteúdo
www.literatocomunicacao.com.br
twitter.com/Literato_Com
(41) 3023 6600
Roberta Braga (41) 9677-7294

 
Top