Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Conclusão é de um estudo da Universidade de Lund, da Suécia

Beber dois cafés por dia junto a remédios contra o câncer de mama, como o tamoxifen, diminui em pelo menos 50% os riscos de reincidência da doença.

A revelação dos "poderes" da cafeína e do ácido cafeico no combate aos tumores nos seios está em um estudo sueco da Universidade de Lund que examinou 1.090 pacientes com neoplasia mamária.

A cafeína e o ácido cafeico teriam bloqueado o crescimento das células cancerígenas, diz estudo

A pesquisa, publicada na revista norte-americana "Clinical Cancer Research", não usou apenas dados sobre os hábitos das mulheres, mas também sobre a patologia celular dos tumores.

Médicos alertam: assaltar a geladeira à noite pode aumentar o risco de câncer de mama

De 500 pacientes com câncer de mama que fazem tratamento à base de tamoxifen, as que bebiam ao menos duas xícaras de café por dia tiveram 50% menos casos de reincidência do que as que tomavam pouco ou nada da bebida.

Além disso, segundo as principais autoras do estudo, Ann Rosendahl e Helena Jernström, as mulheres que mais consumiram cafeína "tiveram tumores de dimensões um pouco menores do que os do diagnóstico inicial".

As análises concluíram, portanto, que a cafeína e o ácido cafeico bloqueiam o crescimento das células cancerígenas, especialmente se combinados com o remédio. As substâncias presentes na bebida, afirmam as pesquisadoras, "desligam os canais de comunicação que ordenam às células que se repliquem".

Falta de sol pode provocar doenças cardiovasculares, osteoporose e até câncer
 
Top