Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Especialista recomenda alimentos que podem melhorar a qualidade dos seus dentes, gengiva e hálito

 Para se ter uma boa saúde bucal é importante, além dos cuidados relacionados à higiene oral, manter uma dieta equilibrada com a predominância de alimentos que colaborem para que os dentes cresçam e permaneçam sempre fortes e saudáveis.

Para começar, um sorriso bonito pede muito consumo de água (pelo menos 2 litros por dia). “Além de possuir flúor (que ajuda no combate à cárie) a água também ajuda eliminar detritos, açúcares e ácidos da boca”, diz Alessandra de Lima Rocha, cirurgiã-dentista do Instituto Israelita de Responsabilidade Social Albert Einstein.

Dieta balanceada pode ajudar a ter dentes mais fortes e brancos, hálito fresco e gengiva saudável

Dentes fortes 

Se você está grávida ou tem filho pequeno em casa, comece desde cedo a mudar a dieta alimentar deles. Na fase intra-uterina ou quando os dentes de leite ainda estão crescendo (e depois sendo trocados por permanentes), é importante que se consuma alimentos que vão ajudar na formação dental.

“Para esses casos são indicados alimentos ricos em vitamina D (salmão, leite e derivados, gema, cereais integrais, soja e vegetais verdes escuros), A (couve e vegetais amarelos), fósforo (leguminosas e carnes) e magnésio (beterraba, espinafre e banana)”, diz Alessandra.

Gengiva saudável 

A gengiva é responsável pela sustentação dos dentes e pela proteção dos ossos. Importantes para a formação do colágeno e para a cicatrização dos tecidos gengivais, os alimentos fontes de vitamina C não podem ser deixados de lado. “Para esse caso são indicadas algumas frutas (goiaba, acerola e caju), legumes (pimentão, tomate) e vegetais folhosos crus (brócolis, couve-flor, couve)”, diz a especialista.

Porém, Alessandra alerta quanto ao consumo de qualquer fruta. “As frutas cítricas (limão, laranja, tangerina, abacaxi, morango, kiwi e tamarindo) devem ser ingeridas com moderação, pois a acidez delas associada à escovação imediata, acelera o processo de erosão (desgaste das estruturas dentais) causando descoloração dos dentes e sensibilidade”, diz a especialista.

Dentes brancos 

Funcionando como verdadeiros detergentes naturais, alguns alimentos (ricos em fibras) são capazes de estimular a produção de saliva, auxiliando na limpeza dos dentes e minimizando a formação de placa bacteriana. São eles, maçã, cenoura, pêra, pepino, rabanete, aipo e salsão. “Alimentos que auxiliam na limpeza dental, dão a impressão de que estão mais limpos e claros”, diz a especialista.

Morangos in natura contém ácido málico, um adstringente natural que ajuda a retirar manchas. Além da vitamina C, que ajuda a combater o acúmulo de placa. Já a caseína, um tipo de proteína encontrada principalmente no queijo, ajuda na reparação do esmalte dos dentes, junto com o cálcio e fósforo também presentes em produtos lácteos. Queijos duros, como o parmesão, são bons para o clareamento. Apenas um pedaço aumenta o fluxo de salivação que ajuda a eliminar restos de alimentos e neutraliza o pH da boca, que fica menos ácido e propenso à deterioração dos dentes.

Por outro lado, existem alimentos que mancham e amarelam os dentes (os bem pigmentados), como é o caso dos vinhos, refrigerantes, condimentos, cafés e alguns tipos de chás, como mate.

Hálito fresco 

“Chás (verde e de alecrim), gengibre e hortelã ajudam na produção de saliva e possuem ação adstringente e antioxidante (eliminando as bactérias que causam o mau cheiro). Até o ato de mascar semente de anis, cravo e canela para “refrescar” o hálito costuma ser útil, porque as moléculas contidas nessas plantas têm atividade bactericida”, diz Alessandra.
 
Top