Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético



O Dia Mundial da Saúde é celebrado esta terça-feira, 7 de abril, e neste ano, a Organização Mundial da Saúde está chamando atenção para a importância de garantir alimentos livres de contaminação. Por exemplo: bactérias, parasitas, vírus ou produtos químicos.

O tema da campanha é: "Do Campo à Mesa, Torne a Comida Segura". Segundo a OMS, por ano, são registrados 582 milhões de casos de doenças geradas por alimentos que estavam impróprios para o consumo, com 351 mil mortes associadas.

Contaminação Cruzada

A contaminação cruzada é uma transferência de micróbios patogênicos (causadores de doença) de um alimento contaminado (normalmente cru) para outro alimento, diretamente ou indiretamente.

A contaminação cruzada pode ocorrer na área de manipulação a qualquer momento. Por isso precisamos estar atentos.

Muita gente não sabe que ao utilizar a mesma faca para cortar uma carne crua, e em seguida a carne já preparada, pode transferir microrganismos que fazem mal à nossa saúde.

Carnes cruas e vegetais não lavados apresentam grande quantidade de microrganismos causadores de doenças, por isso se não forem manipulados de forma correta, sendo devidamente higienizados e com utensílios como faca, tabua de corte e vasilhas separados, irão contaminar outros alimentos que estão sendo preparados.

É importante ressaltar que a lavagem das mãos também é essencial, para não ocorrer a transferência dos microrganismos de uma preparação à outra.

Para garantir a segurança de consumo, o processo de cozimento ou lavagem dos alimentos crus não pode ser esquecido.

Dados do Ministério da Saúde indicam que alimentos crus, como ovos e carnes vermelhas, são responsáveis em média, por 34,5% dos surtos de doenças transmitidas por alimentos que ocorrem no Brasil. (ANVISA, 2009).

O processo de cozimento deve ser feito em uma temperatura maior ou igual a 74ºC, garantindo assim que a maior parte dos microrganismos prejudiciais à nossa saúde sejam eliminados.

 É muito importante tomarmos cuidado para que a contaminação cruzada não ocorra entre os alimentos durante o armazenamento e a manipulação. Se não fizermos a higiene adequada de mãos e utensílios entre uma atividade e outra, a contaminação também poderá ocorrer.

- Como evitar a contaminação cruzada:

- Separe carnes e peixes crus de outros alimentos.

- Utilize diferentes equipamentos e utensílios, como facas ou tábuas de corte para alimentos crus e para alimentos cozidos.

- Guarde os alimentos em embalagens ou recipientes fechados, para que não haja contato entre alimentos crus e cozidos.

- Lavar bem os utensílios e as mãos depois de manipular alimentos crus.

- Alimentos crus devem ser guardados na parte inferior do refrigerador, e os já preparados na parte superior, quando não houver número suficiente de refrigeradores.

- Não prepare saladas nas tábuas de cortar, que tenham sido usadas com carne crua;

- Higienize todos os utensílios após serem utilizados.

Contaminação Alimentar

Contato
A Rádio ONU entrevistou o especialista em infecções alimentares da Organização Panamericana da Saúde, Opas. De Washington, Enrique Perez explicou que cinco atitudes muito simples podem evitar contaminações.

"Manter a limpeza da superfície de contato dos alimentos na cozinha, que deve estar limpa e desinfectada. A segunda (ação é evitar) um erro que cometemos muito nas casas, que é misturar os alimentos que estão cruz com os que já foram cozidos; fazer uma cocção completa dos alimentos; manter os alimentos em temperatura segura e sempre utilizar água segura. Essas cinco chaves são essenciais para evitar as doenças de transmissão alimentária."

Segundo o especialista da Opas, Enrique Perez, os alimentos sempre devem ser armazenados abaixo dos 5° Celsius e serem servidos, quentes, numa temperatura acima dos 60° Celsius.

Controle
O secretário-geral da ONU também divulgou uma mensagem neste Dia Mundial da Saúde. Ban Ki-moon destacou que a comida contaminada pode causar mais de 200 doenças incluindo diarreia e até câncer.

Ban avalia que mudanças na maneira como a comida é produzida, distribuída e consumida, geram resistência de bactérias e dificultam o controle desses agentes durante o comércio dos alimentos.

O chefe da ONU lembra que todos envolvidos na produção, distribuição e preparo dos alimentos têm um papel para evitar as contaminações. Ban Ki-moon pede aos governos que informem a importância da segurança alimentar aos cidadãos e para que os setores da saúde, da agricultura e do comércio trabalhem em conjunto.

 
Top