Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Separação pode afetar a saúde física e emocional

Mulheres que se divorciam têm quase duas vezes mais chances de ter ataque cardíaco se comparadas a outras que continuaram em seu relacionamento, aponta estudo do centro médico da Universidade de Duke, nos Estados Unidos. A pesquisa mostrou que o estresse relacionado ao divórcio é fator decisivo para a situação. De acordo com pesquisadores, os dados também servem para os homens.

O estudo analisou mais de 15 mil homens e mulheres que tinham se casado pelo menos uma vez. Os participantes foram perguntados sobre seu estado de saúde e situação matrimonial a cada dois anos, entre 1992 e 2010. Um terço dos entrevistados se separou pelo menos uma vez neste período.

Estresse do divórcio pode ser fator de maior incidência de ataques cardíacos

De acordo com o estudo, o estresse tem resultado duradouro na saúde das pessoas que se divorciaram. O risco de ataque cardíaco entre mulheres que se separaram uma vez foi maior em 24% que em mulheres que se mantiveram em seu relacionamento. Para as mulheres que se divorciaram mais de duas vezes, o risco quase dobrou, se igualando a pessoas que possuem doenças crônicas como diabetes e pressão alta.

Falta de sono, estresse e febre podem desencadear dor de cabeça

Nos homens, o risco de ataque cardíaco para aqueles que se separaram uma vez foi um pouco menos, de 10% em comparação aos que continuaram casados. Os que se divorciaram mais vezes tiveram incidência de ataque 30% maior que os demais.

De acordo com Matthew Dupre, professor de medicina da Universidade de Duke, o estresse do divórcio é fator decisivo para o ataque cardíaco.

— Esse é um dos primeiros estudos realizados medindo o estresse do divórcio relacionado ao ataque cardíaco, mas já podemos dizer que ele afeta diretamente a saúde das pessoas.
 
Top