Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético



Nutricionistas destacam as qualidades dos alimentos que costumam aparecer na mesa de Páscoa

A Páscoa está chegando e com ela uma mesa recheada de alimentos gostosos. Mas, antes de experimentar tudo o que está à disposição, é importante lembrar que a comilança pode alterar os ponteiros da balança. Assim, os quilos perdidos com tanto esforço serão reconquistados em poucas horas. Para isso não acontecer, especialistas dão dicas importantes de como se comportar diante de tantas tentações.

Chocolate amargo 

Com tanta variedade de ovos de chocolate, fica difícil resistir aos formatos, recheios, cores e sabores. Mas, a nutricionista Isabela Pimentel Mota, do Núcleo de Nutrição do departamento de Aterosclerose da SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia), alerta que o benefício do chocolate está no cacau.

— Por isso, a orientação é priorizar o chocolate com teor de cacau acima de 60%, ou seja, a versão amarga, que também tem menos açúcar. Outra dica é fracionar o consumo do ovo de Páscoa ao longo da semana, com 30 g no dia (três quadradinhos).

Segundo a nutricionista Simone Spadaro, do Hospital São José, o exagero pode causar desequilíbrio intestinal, além de acarretar em aumento de peso.


Chocolate ao leite e branco  

Embora mais saborosos, o chocolate ao leite e branco são mais ricos em gorduras e açúcares, por isso devem ser consumidos com moderação, avisa Simone.

— O chocolate branco, por exemplo, tem uma base de cacau transformada, então é mais calórico, porque agrega mais gordura para chegar à consistência de chocolate.

Para as pessoas que têm restrições alimentares, como os diabéticos, a nutricionista orienta redobrar a atenção com o consumo para não descontrolar a glicemia, assim como as pessoas intolerantes à lactose ou ao glúten devem ficar atentas ao rótulo dos ovos.

Bacalhau 

Se na sua comemoração de Páscoa o bacalhau é presença garantida, saiba que a escolha do prato pode trazer muitos benefícios à saúde. Apesar de ser rico em sódio, o peixe contém alto teor de proteína, nutriente que ajuda na formação de músculos, e baixa quantidade de gordura. Isabela destaca que o bacalhau também contém cálcio, potássio, magnésio, vitamina do complexo B e fósforo.

— É um prato saudável para a família toda, desde que seja dessalgado, no mínimo, 48 horas antes do preparo e os acompanhamentos também sejam nutritivos. Outro ponto importante é sempre optar pela versão assada ou grelhada.

Para aqueles que não querem ter o trabalho de trocar a água do bacalhau várias vezes no dia para retirar o sal, a alternativa é comprar a versão dessalgada. Isabela recomenda uma porção de 120 g por pessoa
 
Top