Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


O verão provocou recorde com altas temperaturas no início deste ano. Com tanto calor, não há ventilador ou ar condicionado que possa impedir a transpiração.

O suor tem a função de controlar a temperatura do corpo. Em geral, a temperatura interna fica em torno de 36,5ºC. Sempre que o corpo passa dessa faixa, as glândulas sudoríparas, responsáveis pela produção do suor, entram em ação.

"O nível de sudorese varia entre as pessoas, no entanto, transpirar muito sem fazer esforço físico ou em um ambiente frio pode indicar problemas de saúde. Além disso,  diabetes, alguns tipos de câncer e até mesmo menopausa podem provocar sudorese noturna", diz o dermatologista Amilton Macedo, da Academia Americana de Dermatologia.

Perda de peso

Algumas pessoas acreditam que a transpiração indica queima de calorias, por isso, optam por malhar usando roupas mais quentes ou procuram saunas. O que acontece é que os exercícios físicos aceleram o metabolismo aumentando a temperatura do corpo e provocando o suor.

No entanto, as gorduras permanecem no corpo, explica a dermatologista Denise Steiner, membro da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia). "Se você beber bastante liquido, for muito ao banheiro e ingerir alimentos com pouco sal, você vai perder água e na balança o seu peso vai diminuir um pouco. O suor está nessa situação, ele ajuda a perder um pouco de água, mas é insignificante em relação à urina", diz.

Mau cheiro

Existem dois tipos de glândulas sudoríparas. As écrinas regulam a temperatura do corpo e eliminam através dos poros água e alguns sais, produzindo um suor sem odor.

As apócrinas, localizadas em regiões como axilas, genitália, pés e couro cabeludo, eliminam o suor através de folículos capilares, e não de poros. Esse suor contém excreções (restos) celulares e do metabolismo que podem produzir odores desagradáveis quando em contato com bactérias e fungos presentes na pele.

O mau cheiro causado por presença de bactérias e restos celulares é chamado de bromidrose, popularmente conhecida como "cê-cê", ou "chulé", quando afeta os pés. O tratamento é feito após a identificação da causa dos problemas através de uma higiene cuidadosa nas regiões de maior sudorese. Em alguns casos, o dermatologista pode indicar medicamentos para eliminar fungos e bactérias.

Utilizar bons desodorantes também é importante para controlar os odores, afirma o cirurgião plástico Alexandre Kataoka, membro da SBCP (Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica). "O ideal é procurar um dermatologista ou cirurgião plástico para fazer essa avaliação e saber qual o melhor para aquela pessoa. O desodorante incorreto pode fazer mal, causar alergia e aumentar a sensibilidade da pele". O médico também afirma que não há diferenças entre o aerosol e o roll-on, desde que a pessoa não tenha sensibilidade aos componentes.

Confira Mitos e Verdades

- Todo suor tem cheiro
MITO: Suor não possui odor. O mau cheiro, chamado de bromidrose e conhecido popularmente como "cê-cê", ou "chulé", quando afeta os pés, é causado pela presença de bactérias e restos celulares. O tratamento dos odores é feito através de uma higiene cuidadosa nas regiões de maior sudorese. Em alguns casos, o dermatologista pode indicar medicamentos para eliminar fungos e bactérias.

- Nós suamos debaixo d'água
VERDADE: Nadar é um exercício físico, por isso, o corpo continua a produzir suor. A quantidade de suor será determinada pela intensidade e duração da atividade e pela temperatura no ambiente.

- Só suamos quando faz calor
MITO: A função do suor é controlar a temperatura do corpo e isso acontece em todas as estações do ano. No inverno, é comum transpirar mais nas axilas por conta da quantidade de roupas utilizadas para proteger do frio.

- Suar demais pode ser sinal de doença
VERDADE: Transpirar muito pode ser um sinal de hiperidrose, doença que causa sudorese excessiva nas axilas, mãos, pés e virilha, tratada com aplicações de toxina botulínica. A grande quantidade de transpiração também pode indicar a presença de doenças como diabetes, infecções ou febres ocultas.

- Suor ajuda a emagrecer
MITO: A transpiração elimina apenas água e sais minerais que são repostos no momento em que o corpo é reidratado.

- Quanto mais bebemos, mais suamos 
PARCIALMENTE VERDADE: Alguns refrigerantes, principalmente aqueles a base de cola, e bebidas alcoólicas atuam como estimulantes e podem aumentar a produção de suor por elevarem a temperatura corporal. No entanto, quem bebe muita água não tende a suar mais.
 
Top