Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Organização Mundial da Saúde divulgou a informação nesta quarta-feira (15).

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nesta quarta-feira (15) informações que dão conta de que foram encontrados vestígios do vírus Ebola no sêmen de um libanês dado como curado há seis meses.

De acordo com texto veiculado pela AFP, o maior tempo em que o vírus esteve presente no corpo de um paciente registrado pela OMS foi de "82 dias desde o início da infecção". O estudo foi feito em 1995 em um homem natural da República Democrática do Congo.

OMS mantém ebola como emergência sanitária de alcance internacional

Até o momento, a OMS recomenda que os infectados pelo Ebola evitem ter relações sexuais por apenas três meses após os sintomas iniciais do vírus.

Serra Leoa finaliza toque de recolher de três dias imposto pelo governo

Já o período de incubação do vírus é de 21 dias. Durante esse tempo, o infectado deve permanecer em observação médica.

A organização ainda não tirou conclusões em relação à possibilidade de infecção gerada pelos vestígios encontrados no sêmen do libanês.
 
Top