Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Uma equipe de cientistas espanhóis identificou um regulador importante para a formação correta dos olhos, uma descoberta considerada "relevante" pelos autores do estudo para entender as bases moleculares de defeitos oculares congênitos, como o coloboma.

Os resultados dessa pesquisa foram publicados na revista "Nature Communications".

As diferentes partes do corpo são formadas durante o desenvolvimento embrionário a partir de uma única célula, o zigoto. Trata-se de um processo cotidiano em que cada um dos órgãos e tecidos são construído no lugar e no momento adequados, com forma e dimensões precisas, comunicou a Universidade Pablo de Olavide, de Sevilha, em uma nota de imprensa.

O segredo desta auto-organização está na capacidade do genoma de acumular e interpretar informação. Os órgãos se formam seguindo instruções genéticas detalhadas que desenvolvem sequencialmente como os comandos de um programa informático.

No caso da formação do olho, seu estado primitivo se subdivide desde muito cedo em três compartimentos, a retina neural, o epitélio pigmentado e o talo óptico.

A formação de cada um desses três tecidos fica a cargo de programas genéticos independentes que determinarão suas propriedades básicas, como a forma das células, coesão, aderência e os tipos celulares especializados aos quais darão lugar.

Uma peça fundamental para a formação do olho é o gene Vsx2, que atua como interruptor de luz genético mestre para a ativação de todo o programa da retina neural.

Sabe-se que a mutação deste gene em humanos causa defeitos oculares congênitos, como a microftalmia, uma má formação ocular que faz com que os olhos sejam anormalmente pequenos; e o coloboma, uma falha no fechamento da fissura óptica que é causa frequente da cegueira infantil, conforme explicou à Agência Efe Juan Ramón Martínez-Morales, diretor da pesquisa.

A fissura óptica, segundo o cientista, é a fenda por onde o nervo óptico - que transporta a informação visual - sai do globo ocular em direção ao sistema nervoso.

Este trabalho identifica a Vsx2 como uma interseção essencial para o aceso do gene ojoplano, que opera diretamente sobre as propriedades adesivas das células da retina em desenvolvimento.

Essas propriedades adesivas, segundo Martínez-Morales, são essenciais para manter a integridade do tecido da retina. E é que as células têm que estar firmemente aderidas a uma espécie de malha que serve de "andaime", chamada matriz extracelular.

O novo artigo, que agora liga este gene com o Vsx2, é importante para compreender a relação existente entre identidade e forma, tanto durante o desenvolvimento normal dos tecidos como no contexto das anomalias oculares congênitas.
 
Top