Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Quando decide que vai emagrecer, a primeira atitude é ir direto ao mercado comprar alimentos diet e light? Pois saiba que pode acabar caindo em “pegadinhas” que resultam em mais sódio e gorduras, que podem levam a problemas como hipertensão e aumento de peso. Os principais enganos estão relacionados ao chocolate diet, que tem mais gordura que o tradicional, e ao refrigerante diet ou light, com mais sódio.

Em primeiro lugar, deve-se saber qual é a diferença entre diet e light. Diet significa que há exclusão de pelo menos um dos ingredientes presentes na composição do produto convencional - como açúcar, gordura, carboidrato, sódio, glúten – para atender pessoas com alguma restrição alimentar, como diabéticos. Já o light é aquele que apresenta redução de pelo menos 25% do valor calórico total ou de algum nutriente, segundo a nutricionista Katia Tonello Semmelmann, da Salutem – Nutrição e Bem Estar.

“Não adianta levar um produto diet para casa, se a quantidade de sódio é tão elevada que pode gerar, futuramente, um problema cardíaco, como é o caso da maioria dos refrigerantes”, falou Katia. A nutricionista Talitta Maciel, do Espaço Reeducação Alimentar, acrescentou que o excesso de sódio também pode levar à retenção de líquidos e aumentar as indesejáveis celulites.

“As gorduras podem causar complicações para as veias e artérias, podendo a pessoa ter elevados níveis de colesterol e triglicérides e, consequentemente, aumento da pressão arterial. O fígado, órgão onde são metabolizadas, pode ficar ‘gorduroso’ devido à sobrecarga, ou seja, passa a ter dificuldade para metabolizar os outros nutrientes”, comentou a nutricionista Marina Capella, da Clínica Dicorp. Lembrando que o consumo maior de gorduras também pode significar aumento de peso.

Segundo Katia, a explicação é que a indústria, ao retirar ou reduzir a quantidade de algum ingrediente, pode adicionar substâncias que nem sempre são interessantes ao organismo, induzindo o consumo de produtos que podem possuir aditivos tóxicos e cancerígenos, com muito adoçante, ou até mesmo com excesso de gorduras. “Geralmente, a gordura utilizada é a saturada, que aumenta a inflamação do organismo, levando a diversas consequências, como alteração no perfil lipídico e bloqueando o emagrecimento”, alertou a nutricionista Alessandra Almeida, da Clinica Andrea Santa Rosa.

Fonte: Terra-Saúde
 
Top