Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Médicos de universidade em Iowa, nos EUA, estão atrás de diagnóstico, mas questão psicológica ainda é maior responsável

Cientistas da Universidade de Medicina de Iowa, nos Estados Unidos, estão perto de descobrir uma maneira medicinal de se prevenir a anorexia. Em pesquisa ainda em processo de evolução, a equipe de doutores, liderada pelo Dr Michael Lutterat, conseguiu encontrar o gene responsável pelo desenvolvimento da doença.

De acordo com o estudo, entre 50% e 70% da deficiência são causados por questões genéticas, somando-se fraquezas psicológicas incentivadas pela obsessão ocidental por um padrão de beleza idealizado ao longo dos anos.

Realizado em ratos, o experimento provocou a mutação de um gene em comum entre humanos e os animais, que tiveram uma reação semelhante a de uma pessoa com anorexia nervosa.

A equipe de Lutterat observou que alterações no estrogénio receptor podem ser passados do membro de uma família para outro. A dificiência é responsável por causar o distúrbio alimentar.

"Este trabalho identificou que o estrogénio receptor é um dos genes que podem contribuir para um risco maior em contrair anorexia nervosa ou bulimia nervosa", afirmou Lutterat, com uma ressalva: "claramente, fatores sociais, particularmente na cultura ocidental, contribuem para o risco não-genético da doença."

Agora, os cientistas pretendem analisar a atuação do gene alterado no cérebro das cobaias para, assim, descobrir uma maneira possível de se criar um antídoto para a doença.
 
Top