Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Pessoas que sofrem com alergias sabem que quando ocorrem mudanças bruscas na temperatura a tosse seca tende a aparecer acompanhada da vermelhidão nos olhos e no nariz, e isso sem contar os espirros e a dificuldade em respirar.

Não obstante, quando o clima esfria outros problemas como a rinite, a bronquite e a asma costumam atacar, o que naturalmente gera um grande incômodo. O fato, porém, é que com algumas medidas naturais e simples é possível aliviar os sintomas e até mesmo evitar que alguns deles apareçam. Para comprovar isso, apresentamos uma série de dicas logo a seguir.

Veja formas naturais para conseguir aliviar os sintomas das alergias

Evite produtos com odores fortes

De acordo com especialistas, produtos que possuem odor forte, tais como perfumes, cremes e produtos de limpeza, apesar de não serem exatamente os causadores do problema, podem acabar ocasionando irritações que agravam o quadro da alergia.

Por essa razão é de suma importância que uma pessoa alérgica evite ter contato com esse tipo de produto, principalmente no período em que as crises são constantes. Dê preferencia a cosméticos que possuem um odor mais suave e a sabonete do tipo neutro.

Turbine a dieta com quercetina

A quercetina é uma substancia presente principalmente na maçã, brócolis e cebola. E ela é capaz de reduzir a produção de histamina no corpo. Em declarações publicadas pelo site Minha Vida, o nutrólogo Roberto Navarro falou sobre o assunto.

“Essa substância, por sua vez é a responsável por aumentar a dilatação dos nossos vasos sanguíneos e iniciar um processo alérgico”, afirmou. Ainda segundo ele o consumo diário desse tipo de substância pode diminuir as chances de uma crise alérgica.

Não se esqueça da limpeza nasal

A lavagem nasal é um procedimento indicado até mesmo por médicos, seu objetivo é evitar irritações causadas pela rinite alérgica. A limpeza nasal deve ser realizada duas vezes ao dia e para isso é necessário colocar soro fisiológico em uma seringa ou conta gotas e pingar no nariz.

Isso ajuda porque tudo o que respiramos acaba ficando grudado na mucosa nasal, pelo que, a limpeza acaba ajudando a diminuir a secreção nasal que a rinite produz, deixando assim a respiração mais fácil.

Aumentar a umidade do ar

Quando a umidade do ar está baixa isso acaba deixando as vias aéreas ressecadas, o que compromete a secreção líquida que protege naturalmente o nariz. Dessa forma as vias nasais ficam livres para a entrada de fungos, bactérias e agente alérgicos, o que está longe de ser ideal.

Uma dica para evitar problemas dessa natureza é ter sempre por perto um umidificador ou bacias de água, toalhas e panos molhados, ou até mesmo uma planta para deixar o ar mais úmido mesmo em dias de clima seco.

Lavar os olhos com soro fisiológico

Um dos sintomas que a alergia produz é a irritação nos olhos, que pode levar a pessoa a coçar e lacrimejar. Pessoas que sofrem com esse problema pode fazer a lavagem com soro fisiológico da mesma forma em que foi indicado no tópico da lavagem nasal.

Com essa limpeza os sintomas não só podem ser amenizados como também prevenidos. É importante ressaltar que durante uma crise alérgica o ideal é usar sabonete neutro para lavar o rosto e evitar mais irritações nos olhos.

Mantenha-se hidratado

Quando se está hidratado a mucosa do pulmão e da via aérea superior funcionam de modo bem mais completo. Apesar disso, a hidratação é mais uma forma de prevenção para quando ainda não há uma crise e não exatamente um tratamento para um quadro já existente. Em todo caso, recomenda-se a ingestão diária e regular de água.

Ômega 3

O consumo do Ômega 3 inibe a produção de prostaglandinas, substância broncoconstritora que é associada a alergia respiratória. Por essa razão o Ômega 3 melhora a função e combate as inflamações respiratórias. As mais ricas fontes de Ômega 3 são as oleaginosas, tais como castanha, nozes e peixes de água fria como arenque, salmão, sardinha e atum.
 
Top