Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Tempo seco e ambientes fechados são os principais vilões para disseminar infecções

Gripe e resfriado atacam mais no inverno

Com a chegada do inverno, casos de gripe e resfriado tornam-se mais frequentes. A busca pelo refúgio do frio e a proximidade entre as pessoas facilitam a aquisição dessas doenças. Tanto a gripe quanto o resfriado são doenças infecciosas causadas por vírus. O tempo seco e os ambientes fechados são os principais vilões para sua disseminação. 

Segundo Bento Ferreira de Carvalho Filho, clínico geral do Hospital San Paolo, gripe e resfriado são doenças diferentes e que requerem cuidados específicos. O quadro  da gripe, por exemplo, pode perdurar de sete a dez dias.

— É uma infecção viral, que se caracteriza pelo surgimento de febre alta, dor de cabeça, dores no corpo, mal-estar, tosse seca, dor de garganta e coriza. Podem ocorrer também, complicações como sinusite bacteriana e pneumonia. A gripe pode ser prevenida por meio de vacina anual, disponibilizada em postos de saúde e em clínicas privadas, bem como durante as campanhas nacionais de vacinação. 

Inverno: hábitos simples ajudam a driblar gripes e resfriados

Chegada do inverno aumenta casos de doenças respiratórias; saiba como se prevenir

A professora de Imunoclínica dos cursos de Farmácia e Biomedicina da UMC Universidade Para Thaís de Souza Lima explica que a gripe é causada apenas pelo vírus da influenza, ele pode ser tipo A, B ou C, sendo os vírus do tipo A os que, historicamente, provocam os quadros mais problemáticos.

— Nos quadros de gripe temos a sensação de desânimo e falta de energia de forma repentina, porque se tem febre e dores no corpo. É importante procurar o médico, já que o vírus da gripe pode se espalhar pelo sistema respiratório (traqueia, brônquios e pulmões) e favorecer o desenvolvimento de infecções secundárias, resultando em um agravamento da doença.

Você sabe a diferença entre gripe e resfriado?

Carvalho Filho ainda ressalta que o resfriado comum tem  sintomas mais brandos caracteristicamente percebidos como congestão nasal, coriza clara e espirros, geralmente sem febre.

— Resfriados, normalmente são causados por choques térmicos e podem ser combatidos com uma boa alimentação, hidratação e higiene nasal.

Já os resfriados são provocados por outros tipos de vírus, como os rinovírus, coronavírus, adenovírus, entre outros, complementa Thaís.

— No resfriado é possível manter as atividades do cotidiano, porque sentimos apenas uma sensação de mal-estar que chega de forma gradativa e com sintomas típicos como espirros e coriza. Quem fica resfriado, pode se tratar em casa com repouso, boa hidratação, alimentação saudável, além de antitérmicos e analgésicos de costume, quando necessário.

Aprenda a diferenciar as doenças do frio e a se prevenir

Segundo os especialistas, a melhor forma de evitar o contágio da gripe e do resfriado é protegendo a boca e o nariz quando se espirra ou tosse, de preferência usando um lenço ou protegendo com o braço evitando, assim, o contato das mãos com as secreções. Por isso, lave-as muito bem com água e sabão. Na ausência de um banheiro, as soluções de álcool em gel 70% são bastante eficientes e práticas.

Cuidado com os olhos também é necessário no inverno

As doenças respiratórias, o resfriado e a gripe são os que despertam maior atenção das pessoas nessa época do ano, mas especialistas explicam que também é essencial ficar atento à saúde dos olhos.

Clima seco, olho seco! Saiba como driblar o desconforto

De acordo com o Marcus Sáfady, Conselheiro da Sociedade Brasileira de Oftalmologia e Consultor do Instituto Varilux da Visão, eentre os problemas oculares de maior incidência nesse período, o mais comum é a Síndrome do Olho Seco.

— Com a diminuição da umidade relativa do ar, que fica bem abaixo de 60% nessa estação, os olhos tendem a ficar mais ressecados gerando, assim, uma sensação de areia, ardor, queimação, olhos vermelhos, lacrimejamento excessivo ou embaçamento. Isto ocorre por uma deficiência do organismo em produzir lágrima, substância indispensável para o bom funcionamento da visão, uma vez que é o mecanismo natural para proteger a superfície ocular de infecções, sujeira e poeira. Além disso, deixa a córnea mais estável, o que torna a visão mais nítida e sem distorções.

Aprenda a detectar os sintomas e a evitar a gripe A (H1N1)

Segundo o especialista, o clima seco aliado ao sol, poluição e exposição constante ao computador são alguns dos fatores que aumentam a incidência da síndrome.

— Quando olhamos para o computador, por exemplo, temos a tendência de piscar com menos frequência do que o normal, causando menos lubrificação dos olhos e consequentemente o seu ressecamento.

Para evitar e amenizar os efeitos do Olho Seco, o médico indica o uso de um umidificador em casa e, se possível, no trabalho para ajudar a elevar a umidade do ar. Sugere ainda, beber muita água diariamente, evitar ao máximo o ar condicionado, ingerir alimentos ricos em vitaminas A, E e Ômega 3 e piscar mais vezes diante do computador.

Veja os principais sintomas de Resfriados e Gripes:

Resfriado:

-  Início: se instala de forma lenta
- Duração: média de quatro dias
-  Febre: sim, de no máximo 38 graus
- Tosse: não há ou surge apenas na reta final da doença
- Espirro (coriza/nariz vermelho): sim, são características peculiares dos resfriados
- Dores no corpo: não fazem parte das características do resfriado

Gripe:

- Início: se instala de forma rápida, de uma hora para outra
- Duração: média de sete dias
- Febre: sim, com mais de 38 graus
- Tosse: sim, é um sintoma típico da gripe, principalmente, a tosse seca
- Espirro (coriza/nariz vermelho): não, ao contrário do que muita gente pensa, não faz parte dos sintomas característicos da gripe
-  Dores no corpo: sim, são uma das características mais peculiares da gripe

Fonte: R7-Saúde
 
Top