Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

video

Basta estar com a saúde em dia para seguir o processo que é fácil, rápido e seguro

Veja aqui todo o passo a passo para doar sangue
Doar sangue é uma atitude nobre e solidária. E o processo é fácil, rápido e seguro. Hoje vamos mostrar os pré-requisitos necessários para ser um doador. Veja se você atende as condições e saiba como funciona todo o processo.

Você pode ser um doador de sangue?

Doenças cardiovasculares, tatuagem e gravidez interferem na doação de sangue

O Ministério da Saúde ampliou para 69 anos a idade máxima para doação de sangue no Brasil, o que aumenta em dois milhões o público potencial de doadores. A atual faixa etária para doação é de 18 a 65 anos. Países como EUA, França e Espanha já trabalham com a faixa etária de até 69 anos. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, também assinou no dia 12 de Novembro, em Brasília, uma portaria que torna obrigatória a realização do teste NAT (teste de ácido nucleico) em todas as bolsas de sangue coletadas no país.

Atualmente, são coletadas no Brasil 3,6 milhões de bolsas por ano, o que corresponde ao índice de 1,8%. Embora o percentual esteja dentro dos parâmetros da OMS, o Ministério da Saúde trabalha para chegar ao índice de 3%. Em 2012, o Ministério da Saúde reduziu a idade mínima para doação de 18 para 16 anos (com autorização do responsável). Com a expansão das idades mínima e máxima dos doadores, houve a abertura para 8,7 milhões novos voluntários. ?A qualidade da rede de sangue brasileira já é reconhecida internacionalmente. A implantação do teste NAT e o questionário (aplicado nos hemocentros aos doadores) complementam o controle do sangue doado, por meio de testes já realizados no SUS?, salientou o ministro Alexandre Padilha, lembrando que a totalidade do sangue coletado na rede pública já é testada pelo NAT. 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), para manter os estoques de sangue regulares, é necessário que entre 3 e 5% da população do país faça uma doação de sangue por ano. Como doar sangue exige uma série de pré-requisitos, muitas pessoas desistem da doação. "É comum dizer que o doador não pode apresentar doenças transmissíveis pelo sangue, como chagas, sífilis, AIDS, malária, hepatites B ou C e doenças autoimunes, como lúpus e artrite reumatoide, mas existem outras restrições igualmente importantes", explica o hematologista José Roberto Luzzi, diretor médico do Serviço de Hemoterapia do Hospital Samaritano de São Paulo. Faça o quiz e teste seus conhecimentos sobre a doação de sangue.

Pré-requisitos básicos:

- O doador deve ter entre 18 e 65 anos de idade e pesar mais do que 50 quilos

- Não pode estar grávida ou amamentando

- Não ter feito tatuagem ou colocado piercing há menos de um ano

- Não pode ter tido gripe ou febre nos últimos 15 dias e não ser portador de epilepsia ou de diabetes em uso de insulina

Se estiver tudo certo para todas essas condições, basta procurar um banco de coleta de sangue mais próximo à sua casa. Eles podem ser de hospitais da rede pública ou particulares. Leve um documento com foto e não compareça em jejum. Se a doação for feita após o almoço deve ser dado um intervalo de três horas.

Triagem

No local, você passará por uma entrevista particular. Ao passar pela triagem, você será encaminhado a uma sala para a coleta do material. Todo o procedimento leva cerca de 40 minutos. Em geral, a doação traz poucos riscos ao doador. O volume coletado de sangue é de aproximadamente 450 ml, menos de 13% do total de sangue do corpo de um adulto. Após a coleta, o sangue passa por alguns testes a fim de garantir mais segurança para o receptor. Se você tiver dúvidas quanto ao seu estado de saúde, ligue para os hemocentros e tire suas dúvidas antes de ir ao local.

Agora que você já sabe como funciona, pense o seguinte: segundo os médicos, se cada pessoa fizesse uma doação pelo menos uma vez ano, não faltaria sangue nos bancos. E em épocas festivas, os estoques ficam vazios devido ao grande número de acidentes nas estradas. Neste período, é ainda mais importante se comprometer.

Período de intervalo entre as doações

Homens podem doar quatro vezes ao ano, com intervalo de dois meses entre uma e outra doação. Já as mulheres, podem doar três vezes ao ano, com intervalo de três meses entre uma e outra doação.

Doar sangue não engorda nem emagrece, não afina nem engrossa o sangue, além de não implicar outras doações. A decisão é exclusiva do doador.

Entenda como seu corpo reage após doar sangue

Esclareça os mitos sobre o procedimento, que dura apenas alguns minutos

Descaso, medo e falta de informação estão entre as principais causas para o estoque baixo nos bancos de sangue no Brasil. "A maioria dos pacientes passa longe dos hemocentros porque desconhece o quanto a doação é simples, segura e finalizada em pouco tempo", afirma o hemoterapeuta Carlos Roberto Jorge, da Fundação Pró-Sangue. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), para manter os estoques de sangue regulares, é necessário que entre 3 e 5% da população do país faça uma doação por ano, ao menos. Entretanto, de acordo com dados divulgados no fim do ano passado pelo Ministério da Saúde, apenas 1,9% da população brasileira doa sangue anualmente.

Que tal se livrar dos mitos que rondam o procedimento e comemorar a data fazendo uma boa ação em nome de toda a comunidade? Faça o teste e veja se você conhece tudo sobre o tema.

Alô Pró-Sangue: 0800-550300. Tire suas dúvidas de segunda a sexta-feira, das 08 às 18 horas.

Fonte: MinhaVida-Saúde
 
Top