Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético




Na Semana do Aleitamento Materno, pediatra da Rede D’Or São Luiz fala sobre a importância da prática para a saúde da criança

Quem é mãe, sabe: a hora da amamentação é um momento especial e único na relação com seu filho. Estudos indicam que o ato de amamentar cria um vínculo permanente entre mãe e bebê, além de assegurar uma série de vantagens para a saúde da criança ao longo da vida. Por tudo isso, até o dia 7 de agosto é celebrada a Semana do Aleitamento Materno.

A campanha foi criada há mais de duas décadas pela Aliança Mundial de Ação pró-Amamentação com o objetivo de alertar para a importância da amamentação e promover iniciativas para estimular a prática. Segundo recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), toda criança deve receber aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade e continuar a ser amamentada até, pelo menos, os dois anos de idade.

Coordenadora da Pediatria do Hospital Rios D’Or, Maria Fernanda Motta explica que o aleitamento materno é uma importante fonte de proteção para a criança, especialmente em seus seis primeiros meses de vida, quando a maturidade imunológica ainda não foi alcançada.

“O aleitamento promove a passagem de anticorpos da mãe para o bebê através do leite, protegendo o bebê contra as doenças alérgicas e infecciosas no período em que ele é mais suscetível”, explica. “Além disso, o aleitamento ajuda na prevenção da obesidade e na criação do vínculo entre a mãe e o bebê, importante para a saúde emotiva da criança”, complementa a pediatra.

Para as mães que trabalham fora e nem sempre podem estar dedicadas inteiramente à hora da amamentação, Maria Fernanda lembra que o leite pode ser retirado e estocado diariamente, mantendo suas propriedades benéficas para o bebê.

“Quanto maior o estímulo do bebê através da sucção, maior é a produção da mãe. Esse leite pode ser retirado e armazenado por até um dia na geladeira ou duas semanas no freezer. É importante apenas tomar os devidos cuidados de higiene durante a retirada”, ensina a pediatra.

A prática pode, inclusive, auxiliar outros bebês, através da doação a bancos de leite materno. A mãe que desejar doar pode procurar o banco mais próximo através do site www.redeblh.fiocruz.br.

Informações para a imprensa
Grupo Máquina PR
Leilane Goytacazes | leilane.goytacazes@hdpr.com.br | (21) 3478 3125
Thais Christ | thais.christ@hdpr.com.br | (21) 3478 3122
Cinthia Fonseca | cinthia.fonseca@hdpr.com.br | (21) 3478 3123
 
Top