Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético

 
O Alzheimer é um tipo de demência que leva ao comprometimento cerebral progressivo. Inicialmente o indivíduo começa aperder a memória, mas com o avançar da doença há perda da fala, da coordenação motora, apatia e o indivíduo fica completamente dependente da ajuda de outros para sobreviver.

Apesar de ser mais comum em idosos a partir dos 65 anos de idade, o Alzheimer também pode atingir jovens tendo início dos sintomas por volta dos 30, 35 anos. Neste caso a doença evolui rapidamente e o indivíduo torna-se completamente dependente ainda antes dos 50.

Sintomas de Alzheimer em jovens

Os sintomas iniciais do Alzheimer inclui falhas na memória como:

- Esquecer o nome de pessoas que conheceu recentemente;
- Esquecer onde guardou as chaves de casa;
- Perder objetos frequentemente;
- Ter dificuldade em gravar na memória números de telefone;
- Esquecer para onde estava se dirigindo;
- Guardar objetos fora de lugar, como colocar o telefone dentro da geladeira;
- Esquecer eventos importantes;
- Perder-se facilmente no tempo e no espaço.

Estes sintomas avançam rapidamente e são comuns em indivíduos de uma mesma família, até que após alguns meses outros sintoma de Alzheimer surgem, tais como:

- Irritabilidade;
- Depressão;
- Apatia;
- Quedas frequentes;
- Falta de coordenação;
- Diminuição da fala;
- Incontinência urinária e fecal e
- Restrição ao leito.

Causas do Alzheimer em jovens

As causas do Alzheimer em jovens são genéticas e hereditárias. Há uma alteração no gene do indivíduo que está intimamente relacionado ao Alzheimer e esta alteração passa de pai para filho.

Dificilmente um jovem será diagnosticado com Alzheimer se nenhum parente próximo tiver a doença.
 
Diagnóstico do Alzheimer em jovens

O diagnóstico deve ser feito com base na história do indivíduo, história familiar da doença e é comprovada por meio de exames de imagem e testes de memória.
 
Tratamento para Alzheimer em jovens

O tratamento para o Alzheimer em jovens deve ser iniciado prontamente. O neurologista poderá receitar medicamentos que ajudam nas funções cerebrais e mantém o indivíduo mais atento, o que ajuda a controlar os sintomas.

Quando o Alzheimer é diagnosticado precocemente o prognóstico é melhor e o indivíduo poderá ter uma melhor qualidade de vida. Indica-se também a prática de exercícios físicos, alimentação balanceada e estimular o cérebro lendo jornais, livros e revistas e realizar jogos como sudoku, caça palavras e outros semelhantes para estimular o cérebro.

Fonte: Tua Saúde
 
Top