Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Esquecimento na hora de tomar a pílula anticoncepcional ou de utilizar a camisinha, preservativo furado ou com defeito ou o calor do momento ter feito com que o ato sexual muito rápido e que os métodos anticoncepcionais fossem deixados de lado. Essas são somente algumas das justificativas apresentadas por casais que se descuidam durante a relação sexual, não se protegem contra uma gravidez não planejada, e fazem uso da pílula do dia seguinte.

Esse medicamento é utilizado com o objetivo de prevenir uma gravidez indesejada e sua ação é eficiente até cinco dias – ou 120 horas – depois do sexo sem proteção e deve ser usado somente em casos de emergência.

A sua eficácia varia de acordo com a diferença de tempo entre o ato sexual e a ingestão da pílula: após 24 h a eficiência é de 95%, o percentual diminui para 85% em até 72 h depois do ato sexual e a partir de 96 h mais tarde essa taxa diminui significativamente, mas ainda existem chances que a substância cause o efeito esperado.

Ele atua na prevenção ou no retardamento da liberação de um óvulos aos ovários e não prevenindo a fertilização, inibindo a implantação do óvulo ou interrompendo uma gravidez já ocorrida, e não é categorizado como um método abortivo.

Por se tratar de um medicamento, é de se esperar que ele traga efeitos colaterais. Vamos apresentar quais são eles e responder a uma pergunta que provavelmente preocupa muitas mulheres que têm o costume de consumir a substância: será que a pílula do dia seguinte engorda?

A pílula do dia seguinte engorda?
Em uma primeira análise, não é possível afirmar que a pílula do dia seguinte engorda, já que não existem evidências confirmando esse fato e porque o aumento de peso não é identificado como um de seus efeitos colaterais.

No entanto, ao falar sobre esse assunto não dá para ignorar o fato que algumas mulheres já declararam terem engordado depois de fazerem o uso do remédio e que as reações adversas observadas podem variar de mulher para mulher, tendo em vista que cada organismo funciona e reage a uma substância de uma maneira diferente.

E mesmo que também existam casos de usuárias que disseram terem perdido peso depois de tomarem a pílula, nós não podemos negar completamente a hipótese que a pílula do dia seguinte engorda. Primeiro, por conta da presença de altas doses de estrogênio em sua composição, o que pode gerar a retenção de líquido e, por consequência, o aumento de peso.

Outro fator que pode fazer com que esse medicamento engorde é o seu uso exagerado. É que ao utilizar a pílula indiscriminadamente, a usuária pode sofrer com a resistência à insulina, condição em que esse hormônio que é responsável por controlar a quantidade de açúcar no sangue e transformá-lo em energia para o corpo não consegue funcionar corretamente.

Com isso, o organismo secreta uma quantidade maior de insulina, o que aumenta a quantidade do hormônio e de glicose no sangue, causando o aumento do apetite, o que leva a uma consumo maior de calorias e à elevação do peso.

Caso você perceba que engordou depois de ter utilizado a pílula do dia seguinte, procure o seu médico para verificar por que isso aconteceu. Ele poderá identificar se foi por conta da dose de estrogênio presente no medicamento usado por você ou se ele causou resistência à insulina no seu organismo.
Também tenha em mente que a pílula do dia seguinte é um método apenas emergencial e que não deve ser utilizado constantemente no lugar de outros contraceptivos como a pílula anticoncepcional e a camisinha, que além de ser um preservativo que impede a gravidez indesejada também protege contra doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

Além disso, para prevenir ou amenizar o efeito de ganho de peso trazido por esse ou outro tipo de substância, o aconselhável é que você tenha uma alimentação saudável e equilibrada, dando espaço para comidas nutritivas e com uma quantidade de calorias suficiente que não extrapole as suas necessidades diárias, e siga um programa regular de atividades físicas.

Outros efeitos colaterais da pílula do dia seguinte

Outras reações adversas que uma mulher pode experimentar depois de ingerir a pílula do dia seguinte são:

- Náusea;
- Vômito;
- Cansaço;
- Diarreia;
- Dor abdominal;
- Tontura;
- Sangramento vaginal;
- Amolecimento dos seios;
- Irregularidade no ciclo menstrual.

Ao observar um ou mais desses efeitos, principalmente o vômito dentro de duas horas depois de ter tomado o medicamento, a recomendação é que o médico de confiança seja procurado para saber como proceder e identificar se existe ou não a necessidade de administrar outra pílula, caso a que foi ingerida anteriormente tenha sido expelida durante o vômito.

Cuidados 
Além dos efeitos colaterais que conhecemos acima, a pílula do dia seguinte ainda pode aumentar o risco de desenvolvimento de outros problemas de saúde como trombose e câncer. Isso porque ela é categorizada como uma bomba hormonal, por ter dosagens enormes de hormônio, que correspondem à quantidade encontrada em 10 comprimidos anticoncepcionais.

É por isso que a indicação é que a mulher cuide o máximo para não esquecer-se de ingerir corretamente a sua pílula anticoncepcional todos os meses e que o homem não deixe de colocar a camisinha em suas relações sexuais, para que ela não precise ingerir a pílula do dia seguinte e não fique exposta aos possíveis prejuízos causados à saúde.

Por mais que esse produto seja comercializado livremente nas farmácias sem a exigência da apresentação de receita médica, é de suma importância que a mulher converse com o ginecologista sobre qual tipo de remédio é o mais indicado para o organismo dela. Assim, ele poderá determinar qual produto trará menores danos em relação aos efeitos colaterais e trará menos sofrimento à sua paciente.

Fonte: Mundo Boa Forma
 
Top