Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


Embora seja uma doença de fácil tratamento, doença deve ser diagnosticada por especialista, evitando assim danos permanentes à córnea
Verão é tempo de alegria e descontração, momento em que muitas vezes estamos fora de casa e deixamos de seguir algumas rotinas. Hábitos que podem comprometer a saúde da visão são tão comuns neste período, quanto a conjuntivite, que pode se manifestar de maneira alérgica ou infecciosa. A oftalmologista Tania Schaefer, de Curitiba, chama atenção para sintomas como olhos vermelhos, coceira, lacrimejamento, inchaço e secreção, que podem anunciar a doença.

"A conjuntivite é uma inflamação da membrana que reveste grande parte do nosso olho. A água de piscina e do mar contaminadas pode facilitar o contágio, mas como existem diferentes tipos de conjuntivite e assim, um oftalmologista deve ser sempre consultado, a fim de se estabelecer um diagnóstico correto e um tratamento adequado a cada tipo de conjuntivite", lembra a médica.

As conjuntivites alérgicas geralmente ocorrem nos dois olhos e afetam pessoas predispostas a alergias, ou seja, que tenham bronquite, rinite e atopias (que significam um conjunto de afecções alérgicas, caracterizadas por influência hereditária). Os sintomas são coceira, olhos vermelhos e inchados e secreção mucosa. Este tipo de conjuntivite não é contagioso e as causas da alergia devem ser identificadas e prontamente afastadas.

As conjuntivites infecciosas são geralmente causadas por vírus e bactérias. A contaminação se dá principalmente pelo contato direto, como pelas mãos ou até mesmo em piscinas e na água do mar. Os sintomas podem variar de acordo com o agente causador. Embora seja uma doença de fácil tratamento, se não tratada adequadamente podem resultar em sequelas como cicatrizes na córnea, que diminuem ou prejudicam a visão das pessoas.

Alguns hábitos como lavar as mãos sempre, não coçar os olhos, não dividir objetos pessoais como maquiagens e óculos ajudam a prevenir a infecção por estes micro-organismos. "O oftalmologista deve ser sempre consultado para estabelecer um diagnóstico correto e um tratamento e acompanhamento adequados a cada tipo de conjuntivite", finaliza a médica.

Serviço
Oftalmologista Tania Schaefer (CRM-PR 5416/CRM-RJ 17335)
Site: http://www.schaefer.com.br
Clínica Schaefer Oftalmologia e Neurologia
Endereço: Avenida Getulio Vargas, 2932, Água Verde, Curitiba/PR
Fone: (41) 3027-3807

Atendimento à imprensa:
NCA Comunicação - (41) 3333-8017
Bebel Ritzmann - (41) 9957-1547
Tatiana de Oliveira - (41) 9683-1524
 
Top