Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético



Médico dá dicas de como lidar com o calor excessivo que pode ocasionar dores de cabeça, vertigem, sudorese e até insônia


De acordo com a Organização Meteorológica Mundial, o EL Niño deste ano poderá ser um dos mais fortes nos últimos 65 anos. Sua influência traz reflexos para o tempo e a temperatura de todo o Brasil, com aumento da temperatura entre 2,5º C e até 3º C até março de 2016. Meteorologistas apontam que as temperaturas ultrapassarão facilmente os 40ºC por vários dias seguidos nos locais tradicionalmente mais quentes no Brasil, como Rio de Janeiro, Piauí e Tocantins.

Apesar da diversão, o calor em excesso pode oferecer riscos à saúde. Segundo o diretor clínico e cardiologista do Hospital Santa Paula, Otavio Gebara, os principais problemas são: sudorese excessiva, dor de cabeça, vertigem, insônia, cansaço, desidratação, alergias na pele, problemas respiratórios e intestinais, entre outros, afetando principalmente crianças, idosos e grávidas.

“No sistema respiratório, as temperaturas extremas e as alterações de umidade provocam a retenção e espessamento do muco (catarro), traduzindo-se em sintomas de tosse e expectoração. Os pacientes portadores de asma brônquica e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) são as principais vítimas”, diz o especialista.

O médico ressalta que a pele pode sofrer irritações, queimaduras e desidratação. Também podem ocorrer mudanças no hábito intestinal, cólicas e vômitos, não esquecendo que com o calor os alimentos sofrem uma decomposição mais acelerada, por isso é preciso estar atento ao armazenamento e refrigeração na hora de consumi-los.

“Em casos extremos, o indivíduo pode desenvolver hipertermia, caracterizada pelo aumento excessivo da temperatura corporal. Se não identificada e tratada com rapidez, o paciente pode ter consequências mais graves como insuficiência respiratória, insuficiência renal aguda, insuficiência hepática e vir a falecer”, explica Gebara.

Para se prevenir dos efeitos nocivos que o sol e o calor podem causar, o médico do Hospital Santa Paula dá algumas dicas do que fazer para aproveitar o verão com saúde e disposição:

1. Hidrate-se: o recomendado é ingerir no mínimo dois litros de água por dia (exceto pacientes com restrições médicas);

2. Use roupas com tecidos mais leves e frescos, de preferência de cores claras, que absorvem menos calor;

3. Ande com lenços umedecidos na bolsa ou na mochila para refrescar a pele;

4. Evite a exposição solar depois entre 10h e 17h e sempre utilize protetor solar no mínimo com fator 30 nas partes que ficam expostas ao sol;

5. Tenha uma dieta balanceada e não coma alimentos de difícil digestão, principalmente à noite;

6.  Vaporizadores e bacia com água nos ambientes são medidas paliativas que podem oferecer uma sensação de conforto.

7. Evite banhos muito quentes ou muito frios.

Caso tenha interesse, o médico Otavio Gebara está à disposição para comentar o assunto.

Sobre o Hospital Santa Paula 

O Hospital Santa Paula, centro de excelência em saúde da zona sul de São Paulo, foi inaugurado em 1958. O HSP ocupa uma área de 15 mil m², possui 200 leitos, 09 salas de cirurgia e 50 leitos dedicados à terapia intensiva: 32 na UTI Geral, 9 na UTI Cardiológica e 9 na UTI Neurológica. O Centro Cirúrgico HSP possui 09 salas de cirurgia e 10 leitos para recuperação anestésica. Anualmente, o HSP realiza 7.500 procedimentos cirúrgicos, 12 mil internações e atende no Pronto Atendimento cerca de 100 mil pacientes. O hospital emprega mais de 1.200 colaboradores e possui um corpo clínico aberto com 1.500 médicos. O HSP é acreditado ONA - Organização Nacional de Acreditação, nível 3, desde 2008; em 2012, conquistou a certificação Joint Commission International (JCI) e em 2014 conquistou certificação Joint Commission International para tratamento de AVC. 
Endereço: Av. Santo Amaro, 2468 – Vila Olímpia - (11) 3040-8000
Para mais informações acesse: www.santapaula.com.br

INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA

Brodeur Partners
 
Top