Já saber viralizar no Facebook?

Já saber viralizar no Facebook?
Seja Magnético


A utilização de roupas apertadas pode trazer complicações para o corpo humano.
Mulher em pé com uma calça skinny, fazendo massagem em uma das pernas. A preocupação cada vez maior com a moda faz com que pessoas façam alguns sacrifícios para entrar em uma roupa, mas cuidado, isso pode trazer prejuízos para a saúde.

Uma das peças que pode trazer complicações é a calça skinny, que se caracteriza por ser uma calça com o corte bem justo nas pernas (tanto nas coxas quanto nas panturrilhas) e tem a intenção de moldar e afinar o corpo.

"O grande problema desse modelo é que pode estar exageradamente apertada nas pernas podendo provocar complicações por dificultar a circulação sanguínea principalmente se for associada ao ato de ficar agachado por muito tempo", afirma Thalita Gonçalves de Sousa Merluzzi, cardiologista do Einstein.

Segundo a cardiologista, as calças apertadas dificultam a circulação de sangue e podem trazer consequências negativas. "As calças apertadas podem dificultar a chegada do sangue que leva oxigênio para os tecidos e dificultar o retorno desse sangue ao coração podendo causar inchaços nas pernas, síndrome compartimental e predispor a formação de trombos pela estase sanguínea", explica.

"Ao apertar a perna, a calça impede o que denominamos de retorno venoso que é a volta do sangue por meio do sistema venoso ao coração. Quando ocorre a obstrução desse retorno venoso inicia um processo de acúmulo de sangue nas pernas e juntamente com isso ocorre aumento da pressão dentro dos vasos o que provoca a saída de líquido de dentro do vaso para os tecidos ao seu redor", explica.

Quando isso acontece, a perna tende a inchar, mas ao mesmo tempo esse inchaço não tem espaço para se "acomodar". Consequente a isso, ocorre um aumento a pressão dentro da perna de forma tão importante que passa a obstruir também a chegada de sangue nas pernas, responsável pela oxigenação das células.

A persistência da alteração da circulação pode gerar graves consequências como morte das células musculares e do sistema nervoso o que leva a fraqueza, dormência e dor na região.

Isso se limita apenas a calça skinny?

Às vezes utilizamos roupas apertadas sem serem as calças, mas engana-se quem pensa que elas não possam prejudicar o corpo. "O raciocínio é o mesmo, quando usamos roupas apertadas aumentamos a pressão dentro de parte do nosso corpo e o nosso aparelho circulatório funciona por alterações de pressão dentro dos vasos que são capazes de gerar um fluxo sanguíneo pulsátil e constante", conta a dra. Thalita. "Ao aumentarmos as pressões de parte do nosso corpo essa pressão é transmitida para os vasos impedindo o fluxo sanguíneo de forma correta".

A alta pressão na região da panturrilha também tem seus malefícios, mas se realizada de forma moderada pode trazer benefícios para o corpo. "Realizar uma compressão constante com alta pressão na região da panturrilha pode causar um efeito semelhante a um garrote que impede a chegada e saída de sangue", conta a médica. "Por outro lado compressões de moderada intensidade como as que são feitas por meias elásticas especificas para quem tem problema de circulação, podem ser benéficas pois favorecem no retorno venoso e impede os inchaços nas penas e ajuda a prevenir tromboses".

Cuidados para quem possui inchaço nas pernas

A cardiologista indica roupas leves e que não dificultam a locomoção. "Sempre estar atento na escolha das roupas para que essas não fiquem apertadas e evitar ficar na mesma posição por um longo período, pois quando nos movimentamos facilitamos a circulação sanguínea. Porém se ocorrer uma piora súbita do inchaço na região, o mais importante é procurar um médico para que sejam descartadas outras complicações como, por exemplo, trombose venosa entre outras causas" finaliza.

Fonte: Albert Einstein 
 
Top